Comprei um e recebi dois pares de tênis. Um era presente.

O CASO DO TÊNIS DUPLICADO

Há alguns meses comprei um tênis novo. Vinha pesquisando e encontrei um modelo que gostava no preço que me agradou. Só que, antes da compra, eu o havia mostrado à minha esposa e dito que havia gostado dele. Mas não disse que o havia comprado.

A compra foi feita on line e após fechá-la, fiquei aguardando o tênis chegar e comprovar se, efetivamente, tinha feito uma boa compra. O vendedor me surpreendeu, entregando a compra antes do prazo previsto e descobri essa antecipação ao chegar em casa à noite.

O que vi foram duas embalagens idênticas. Imaginei que minha esposa também tivesse feito uma compra e, por coincidência, a minha e a dela haviam chegado juntas.

Por curiosidade, peguei os dois pacotes. No primeiro, estava lá o meu nome. Era o que tinha comprado. Decidi olhar o segundo e, surpresa, também estava no meu nome. Achei estranho e abri a primeira caixa. Era o tênis que havia comprado.

Abri a segunda. Nela tinha outro par de tênis idêntico ao primeiro. O que imaginei é que o vendedor havia errado, enviando a mesma compra duas vezes. Não fazia sentido ficar com dois tênis idênticos e me preparei para contatar o vendedor e fazer a devolução de um deles, ainda pensando que tinham vindo em duplicidade.

Recoloquei o par duplicado na caixa e a separei, já a preparando a devolução.  Foi quando o telefone tocou. Olhei. Era minha filha no Face Time. Atendi, conversamos, e contei a ela a história do tênis. Ela começou a rir e não entendi a razão.

Esperei. Ele ficou séria novamente e me contou:

– Pai, eu e meu irmão, compramos o tênis como um presente do Dia dos Pais. Era uma surpresa pra você. Mamãe nos ajudou a escolher, pois tinha visto você olhando tênis e mostrou a ela um que tinha gostado e ela nos falou.

Era uma surpresa. E foi com ela que descobri que não havia comprado dois pares e que, tampouco, tinha havido engano.

É típico de meus filhos, que sempre estão inventando meios de me agradar, mas gostam de me surpreender. E, não vou mentir: adoro este tipo de surpresa.

Fiquei feliz com o presente mas ainda tinha a tarefa de ver o que faria com dois pares idênticos de tênis. Liguei para o vendedor, expliquei o que havia acontecido e perguntei se poderia trocar um deles.

Para encurtar a história: O que seria um novo par de tênis acabou por se transformar em dois novos pares. Troquei um deles, escolhendo outro modelo que me agradou.

Foi um final feliz, em todos os sentidos.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

Entre na conversa