Dias de quarentena: ocupando partre do tempo com boa música

MÚSICA: EXPLORANDO E OCUPANDO O TEMPO

Gosto de música e, sempre que posso, passeio pelos aplicativos de streaming à procura de coisas novas. Só que, no dia a dia, arranjamos tantas coisas para fazer que, no final, nos sobra pouco tempo para ficar navegando e descobrindo novas músicas. A quarentena mudou tudo. Elas nos deixou em casa e com tempo a preencher. Tivemos, por isso, de buscar meios de nos ocupar e um dos meios que encontrei foi retomar a exploração de gêneros e tipos de música.

Em um dos primeiros dias da quarentena, prevenindo-me e à minha família do novo vírus que está infectando todo o mundo  – na qual estou ha quase três semanas por opção própria – abri um dos aplicativos de streaming e passeei pelo que oferece. Foi quando encontrei um playlist com música ambiente. Para quem não sabe ou não se lembra, trata-se de um gênero musical que preenche o espaço com som, sem interferir no que fazemos. Ao mesmo tempo, ela pode ser relaxante e não nos tira o foco do que fazemos.

Houve um tempo que este tipo de música sempre estava tocando enquanto trabalhava. Fui apresentada a ela por meu filho, Fábio, gostei e comecei a explorar o que havia, no meu conceito, de melhor dela.  E foi assim que cheguei a grupos como o Bombay Dub Orchestra, Bliss e muitos outros. Mas os dias de ouvir este tipo de música haviam ficado para trás, suplantados por outros tipos e gêneros, muitas vezes sugeridos pelos algoritmos dos aplicativos, que partem do que mais ouvimos.

Com maior tempo, pude explorar os vários gêneros e acabei encontrando um belo playlist com música ambiente. Foi bom redescobrir que este tipo de música continua e oferece bons momentos de entretenimento. Mas não tenho me retido só nele. Tenho aproveitado para descobrir artistas, velhos e novos, e bandas que me chamem a atenção.

Nessa busca, não me limito a fronteiras. Gosto de música brasileira, mas gosto, também, do que vem de outros cantos do mundo. Posso dizer, sem errar, que sou eclético e capaz de ouvir quase tudo em termos de música. Mas o que ficou claro, nestes dias de quarentena, é que redescobri – e gostei muito de tê-lo feito – a música ambiente.

E você, como está ocupando o seu tempo na quarentena?

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

Entre na conversa