Dias de quarentena e atividade física em casa

ATIVIDADE FÍSICA E OS DIAS DE QUARENTENA

Atividade física para mim é uma necessidade. Mas como fazê-la nestes dias de quarentena? Parece complicado, não é mesmo. Mas antes que explique, uma digressão: chegou a um momento de minha vida que estava obeso, era sedentário e comia mal. O resultado foi uma hipertensão, eu que tinha, como meu cardiologista sempre dizia, pressão de menino. Assustei-me e com aconselhamento médico, decidi mudar de vida e foi neste momento que entrou a atividade física.

Comecei com caminhadas leves e, já com a alimentação mudada e depois de perder bastante peso, acrescentei às idas à academia. Antes, contudo, como nunca tinha praticado este tipo de atividade, escolhi fazê-la com o acompanhamento de um profissional. Coube a ele adaptar uma rotina que me atendesse e, desde então, tenho uma prática de três vezes por semana.

EXERCÍCIO

Já com a rotina estabelecida de atividades físicas, um momento mais adiante, ela tornou-se ainda mais necessária, devido a um problema na lombar. Era preciso reforçar a musculatura, evitando os travamentos que, quase seguidamente, tive. O exercício e a atividade física, assim, entraram em definitivo na minha vida.

E então veio a Covid19 e o coronavírus e com eles o isolamento social. Escolhi, antes de medidas oficiais, ficar em casa, o que quebrou e, inicialmente, paralisou minha rotina de exercícios. As idas à academia já não eram possíveis e também não era aconselhável sair para caminhar, misturando-me às centenas de pessoas que diariamente usam o calçadão da Praia da Costa para essa atividade.

O que fazer? Muito longe das condições ideais, criei um circuito de caminhada dentro de casa. O objetivo era caminhar pelo menos três quilômetros em pelo menos cinco dias da semana. Foram e são ainda idas e vindas percorrendo os corredores do apartamento, chegando ao quarto, voltando, passando pela cozinha e área de serviço, indo para a sala, chegando à varanda e voltando. Este foi o primeiro passo.

TECNOLOGIA

O segundo veio logo depois quando minha personal começou a fazer treinos ao vivo, através do Instagram, destinados não só aqueles que eram seus alunos, mas a qualquer pessoa que quisesse fazer uma atividade física. Essa ação acabou levando a outra, a volta dos treinos especializados, desta vez, com o uso do WhatsApp.

O que aconteceu no período de pouco mais de um mês, tempo do meu confinamento, é que sai da plena atividade da primeira semana, para caminhar três quilômetros dentro de cada e, em seguida, voltar aos treinos. Não é o ideal, mas é o que tenho e é o que estou fazendo, mantendo pelo menos parcialmente o que fazia quando a vida era normal.

O fato é que a tecnologia, que tem grande presença na vida de todos nós, está cumprindo um novo papel, transformando o que era presencial em digital e on line, uma ótima iniciativa da Cris, minha personal, que ao adotá-lo, também ela, arranjou um meio de ocupar o seu tempo e manter-se ativa.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

Entre na conversa