Mostrando os peitos para os meninos na academia

A GAROTA QUE MOSTROU OS PEITOS

A garota que mostrou os peitos é uma dessas histórias reais, mas improváveis. O cenário é uma academia, com homens e mulheres cuidando do corpo, malhando forte e, também, se exibindo e ao corpo que estão construindo.

Para entender a história, é preciso começar do início. E vamos a ele.

Semanalmente, treino três vezes, sempre acompanhado por uma professora que vai orientando meus exercícios, tornando-os adequado ao meu perfil e fazendo com que vá desenvolvendo uma atividade física saudável.

Minha rotina é chegar à academia, caminhar por três quilômetros em um ritmo mais acelerado que o caminhar normal e, em seguida, ir para a musculação.

Em um dia da semana minha treinadora – não gosto de personal trainer – chegou correndo, como sempre, pois vive indo de uma para outra academia. Ela é uma pessoa alegre, descolada, risonha, que fala com todo mundo, abraça e beija as pessoas e não perde a oportunidade de uma brincadeira. Não há como notá-la e costumo dizer que ela é muito pilhada.

Ela chegou e fomos para os exercícios. Eu me esforçava para fazê-los de forma correta e ela me observava, corrigindo a postura. E foi, de repente, que emendou:

– Achei que já tinha visto tudo, mas não vi.

Imaginei que fosse uma nova história, das muitas que conta, não só a envolvendo, mas também a outras pessoas, sejam relacionadas à sua profissão, sua vida indo de uma academia à outra, ou mesmo pessoal. Fiquei curioso.

– O que foi que aconteceu? Conte-me.

Ela contou.

Estava em outra academia, acompanhando um de seus alunos, quando uma das “garotas” que estavam malhando se aproximou dela e chamou outra, próxima.

– Fulana – disse – mostra pra ela a sua marca de biquíni.

A “garota” se aproximou e colocou uma das mãos sobre o seio – que ela chamou de peito – abriu a blusa e mostrou para minha treinadora a marca. Só que, no movimento feito, ela expôs os peitos para os que estavam à volta, fossem homens ou mulheres. Na verdade – e aparentemente de propósito – a “garota” havia mostrado os peitos para os meninos à volta.

Minha treinadora ficou muito surpresa, pois não esperava tal ação, e teve um ataque de riso, não conseguindo parar de rir.

– Fiquei nervosa, pois nunca vi nada assim. E não conseguia parar de rir. Tive que ir ao banheiro para me controlar.

Uma história real que nos surpreende mas que faz parte do nosso cotidiano.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

Entre na conversa