LEIS QUE “PEGAM” E QUE NÃO