UMA COISA BEM DIFÍCIL DE FAZER

parker.jpgSe você perguntar a uma pessoa uma das coisas mais difíceis de fazer, certamente escrever estará entre elas. Quem não está habituado a escrever ou que não tem a escrita como fundamental na sua profissão, vai dizer que articular um texto é uma coisa bem complicada. Tive esta experiência como professor. E ainda continuo vendo as pessoas reclamarem que não conseguem articular um texto consistente.

Jornalista que sou a escrita faz parte de minha profissão. Mas o que dizer de escrever um livro? Posso dizer que é bem complicado, mesmo com o jornalismo como suporte. É preciso pensar no título, na introdução e, sobretudo, no conteúdo e como é que será desenvolvido, o que vem primeiro, o que ficará em segundo lugar, etc. etc. E isso se não falarmos de livros de ficção, que são ainda mais complicados.

Então, o que dizer de alguém que, até agora, escreveu 200 mil livros. Não. Isso não é o número de vendas do que publicou. É mesmo o número de livros escritos. O autor da façanha é Philip M. Parker (foto), um professor de Ciência da Administração, do Insead, uma escola voltada para a área de gerenciamento, que fica na França e tem um outro campus em Cingapura.

Para ganhar o título de o autor mais publicado do planeta em todos os tempos, Parker conta com a ajuda de computadores. Segundo ele próprio explicou ao New York Times, desenvolveu um algoritmo que pesquisa os assuntos, relacionando-os e agrupando-os de forma a facilitar que sejam arranjados em livros. De acordo com o campeão, o computador não escreve, mas apenas lhe facilita o trabalho, fazendo as tarefas que são repetitivas.

E ele usa um bom número de computadores, de 60 a 70, e tem seis ou sete programadores sempre a postos para ajudá-lo na coleta dos dados que transforma em livros. Com tal aparato tecnológico ele é capaz de levantar uma grande capacidade de dados, mas o NY Times não tem grande conceito sobre as publicações de autoria do professor Parker, classificando-as como uma coleção de várias coisas publicadas sobre um determinado assunto, que ele apenas compila e publica.

Bom, goste ou não o Times, o professor Parker continua compilando seus livros, publicando-os e fazendo um bom dinheiro com isso. Quem pode criticá-lo por arranjar um jeito de aumentar seus ganhos? (Via NY Times, em inglês)

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

14 Respostas

Entre na conversa