UM ASSUNTO BEM POLÊMICO

pesquis3.jpgUm dos temas mais espinhoso e que causa grande polêmica é o aborto. Visto, do lado feminino, como uma conquista, ele é criticado e contestado, principalmente pelos que professam determinadas religiões. Em alguns lugares, como nos Estados Unidos, a disputa entre os dois lados tem provocado verdadeiras batalhas, no sentido físico. Chegam ao cúmulo de depredar clínicas e ameaçar quem defende este tipo de procedimento.

 

Reconheço a polêmica, mas acho que o assunto deve ser discutido, debatido. Particularmente, tenho uma posição que parece incoerente. É que, embora contrário ao aborto, defendo sua legalização. Isso significa que, se tivesse de optar por ele, só o aprovaria em casos muito especiais, como a ameaça à vida da mãe e doenças terminais do feto. Difícil de entender? Acho que nem tanto. Sou daqueles que acreditam na liberdade de escolha e acham que não podemos impor aos outros o que queremos ou pensamos. Decorre daí a posição.

Agora que me expliquei é hora de você, que frequenta este blog, fazer uma opção. Afinal, o aborto e como proceder é o tema da pesquisa desta semana. Na barra lateral, há algumas opções, que vão da aprovação total à desaprovação, pura e simples.

Dê uma olhada, escolha a sua opção, vote e deixe um comentário mostrando qual é sua posição sobre o assunto e o porque de a ter tomado. Vamos debater o assunto.

PROFESSOR, O MAIS CONFIÁVEL

Os leitores deste blog confiam nos professores. Dos que votaram na enquete, nada menos do que 52% escolheram os profissionais da educação como os mais confiáveis.

Em segundo lugar ficaram os médicos, com 33% das preferencias. Duas outras profissões – jornalistas e publicitários – também foram votados. Os jornalistas com 8% e os publicitários com 7%. Veja aqui o resultado.
Advogados e políticos não merecem nenhuma confiança dos leitores. Nenhuma da profissões teve, sequer, um voto. Triste fama, eles criaram, não?

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

27 Respostas

Entre na conversa