SEXO, TEMPORÃO E ALGUMAS DÚVIDAS

Já falei aqui, em vezes anteriores, que tenho um amigo que me abastece com todas as correntes, apresentações, piadas e outras coisas mais que circulam pela internet. Algumas, reconheço, são interessantes, mas muitas só servem mesmo para entupir a caixa postal, dando-nos o trabalho de descartá-las. As que sobram, leio e, em alguns casos, até as arquivo em uma pasta no leitor de email que, acho apropriadamente, chamei de Bobagem. O que pode ser constatado, ao olhar a relação de assuntos, é que o brasileiro é mesmo criativo. Quer um bom exemplo? As dúvidas aqui levantadas. O assunto, como todos verão, é a ideia do Ministro José Gomes Temporão de recomendar o sexo como uma das formas de combater a hipertensão. Você saberia esclarecer estas dúvidas?

  • Os Planos de Saúde irão cobrir esse tipo de tratamento?
  • Posso abater gastos com motel, bordel e sex shop do meu imposto de renda?
  • Posso justificar faltas no trabalho com recibo de motel alegando que estava me tratando?
  • Será preciso receita médica para comprar filme pornô?
  • Monogamia não coloca a saúde em risco?
  • Masturbação é automedicação?
  • Suruba é saúde coletiva?
  • Swing não é mudança de tratamento?
  • Voyeurismo não é tratamento assistido?
  • Travesti é medicamento genérico?
  • Obsessão sexual não é hipocondria?
  • Posso considerar poligamia como um tipo de tratamento médico?
  • Doença venérea é um tipo de efeito colateral?
  • Fazer uma “DP” ou “ménage à trois” significa aumentar a dose da medicação recomendada?
  • Boneca inflável é placebo?
  • Vibrador elétrico é um equipamento usado para tratamento de choque?
  • Posso ser processado por prática ilegal da medicina se eu convidar uma mulher para um programa?
  • Strippers podem ser consideradas profissionais da saúde?
  • SUS significa Saúde Urge Sexo?
  • A expressão “Gozar de boa saúde” significa isso que estou pensando?
  • Os hospitais públicos e postos de saúde serão obrigados a contratar profissionais do sexo?
  • Bordéis precisam ter um médico de plantão?
  • O que meu dentista quis dizer quando recomendou manter em dia minha saúde oral?

Talvez seja o caso de perguntar ao Ministro, já que foi ele quem fez a recomendação. Acho, contudo, que ele também não tem as respostas e se as tivesse, não as daria. À  Ou talvez diria que, como Ministro e médico, fez a recomendação, mas que não é responsável pelo que ela irá custar a cada um. Na verdade, abandonando o lado sério, o que se constata é a criatividade do brasileiro. Será que em algum outro país se faria graça com a recomendação? E se alinhariam tantas perguntas? Sinceramente, acho que não. E você, o que me diz?

Compartilhe:

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

2 Respostas

Entre na conversa