QUANTO É MUITO DINHEIRO

Os números não estão fechado, mas desde que a crise financeira estourou no ano passado, alguns trilhões de dólares foram dispendidos pelos vários Governos do mundo no sentido de debelá-la ou, pelo menos, amenizá-la. Aqui mesmo, no Brasil, onde a crise, segundo o presidente Lula, seria uma marolinha, os recursos postos pelo Governo à disposição do chamado mercado chega, fácil, fácil, a um bilhão de reais. Alguma dúvida? Cheque os números publicados quase que diariamente pelos jornais, rádios, televisões e sítios noticiosos  O dinheiro – pelo menos se acreditarmos no que é noticiado – continua fluindo e a crise, aparentemente, não está nem aí para ele.

A questão, aqui, no entanto, não é discutir a crise, mas perguntar: Quanto que é muito dinheiro? Não existe uma resposta única, já que o montante depende de cada um. O que para alguns pode ser uma fortuna, para outros não representam tanto assim. Vamos tomar uma quantia aleatória, R$ 100 mil. Para mim é uma fortuna. Mas o que ela representará, por exemplo, para os donos do Banco Itaú? Certamente, muito pouco. Afinal, o banco teve um lucro enorme, de alguns bilhões de reais, mesmo com a crise. A pergunta não é retórica e tem um sentido, que é avaliar o que se gastou, até agora, com a crise – que não fomos nós que provocamos, mas somos quem a está pagando.

Vamos fazer um pequeno exercício. Tomemos os 20 séculos da chamada era moderna, começando no ano 1 e chegando a 2009. São, no total, 2008 anos. Um bom tempo, sem dúvida. Agora, faça uma outra conta e multiplique o número de anos pelos dias que cada um tem. Então, 2008 vezes 365 dias. O resultado são 732.920 dias. Agora, imagine que uma família bastante rica, desde o início da era moderna tenha gasto um milhão de dólares por dias. Então, faça as contas. Qual é o resultado? Exatos 732,92 bilhões de dólares. Muito dinheiro, não? Pois é menos do que o Congresso dos Estados Unidos aprovou a pedido do presidente Barack Obama. O “pacote” deles chega quase aos 800 bilhões de dólares.

E estamos falando só dos Estados Unidos, sem esquecer que pelas previsões do próprio Governo Obama serão necessários 2,8 trilhões de dólares para colocar a casa deles em dia, isto é, debelar a crise e fazer com que a economia volte a funcionar, não nos seus níveis anteriores, mas que pelo menos funcione, o que hoje não está ocorrendo  Se isso for realmente verdade, equivaleria a um gasto de 3,8 milhões de dólares por dia durante mais de dois mil anos. Os números são impressionantes e ficam ainda maiores se levarmos em conta o dispêndio de outros Governos.

Sim, é muito dinheiro. Aliás, algo inimaginável olhando os nossos orçamentos e o que gastamos ao longo de toda a vida. E é ainda mais inimaginável quando se pensa que com tal volume de recursos poderíamos resolver problemas urgentes do mundo, como a desnutrição, a falta de educação, o saneamento básico, uma melhor assistência à saúde  Mas, não. Isso nem pensar. Este imenso volume de dinheiro – inimaginável, repito – está sendo usado para cobrir a ganância de um poucos.

Estranho sistema, o capitalismo. Nele, o lucro são para poucos e privilegiados. Mas o prejuízo é pago por todos. E quanto este prejuízo é cobrado, quem acaba pagando mais é que tem menos recursos, menos dinheiro. Ele é mais afetado. Estranho sistema o capitalista…

2 Respostas

Entre na conversa