“PROBLEMA DE MUITA GRAVIDEZ”

A educação no Brasil, de um modo geral e para dizer pouco, é calamitosa. Quem tem ou teve experiência em salas de aula pode comprovar isso de forma clara. E não se trata, apenas, de escolas públicas na periferia. O analfabetismo funcional também ocorre nas faculdades, com gente fazendo o curso superior sem saber concatenar duas frases.

Existem exceções, sabemos. Mas elas apenas confirmam as regras, como mostram algumas das pérolas do último Exame Nacional do Ensino Médio, o famoso Enem, usado como parâmetro para avaliação do ensino no Brasil. E este assunto não é inédito aqui. Já falei dele em O que eles querem mesmo dizer, também relacionando algumas das tiradas antológicas de quem prestou o exame.

Veja, então, mais algumas dessas pérolas:

  • “O Euninho já provocou secas e enchentes calamitosas..”
  • “O problema ainda é maior se tratando da camada Diozanio!”
  • “Enquanto isso os Zoutros… tudo baixo nive…”
  • “A situação tende a piorar: o madereiros da Amazônia destroem a Mata
  • Atlântica da região.”
  • “O que é de interesse coletivo de todos nem sempre interessa a ninguém
  • individualmente.”
  • “Não preserve apenas o meio ambiente e sim todo ele.”
  • “É um problema de muita gravidez.”
  • “A AIDS é transmitida pelo mosquito AIDES EGIPSIO.”
  • “A natureza brasileira tem 500 anos e já esta quase se acabando”
  • “O cerumano no mesmo tempo que constrói, também destroi, pois nos temos que
  • nos unir para realizarmos parcerias juntos.”
  • “Na verdade, nem todo desmatamento é tão ruim. Por exemplo, o do Aeds Egipte
  • seria um bom beneficácio para o Brasil”
  • “Vamos mostrar que somos semelhantemente iguais uns aos outros”
  • “… provocando assim a desolamento de grandes expecies raras.”
  • “Isso tudo é devido ao raios ultra-violentos que recebemos todo dia.”
  • “Tudo isso colaborou com a extinção do micro-leão dourado.”
  • “Ultimamente não se fala em outro assunto anonser sobre os araras azuls que
  • ficam sob voando as matas.”
  • “Eu concordo em gênero e número igual.”
  • “A conscientização é um fato esperansoso para todo território mundial.”
  • “Vamos deixar de sermos egoistas e pensarmos um pouco mais em nos mesmos.”

E tudo isso é apenas uma pequena amostra. Passei – como professor – por faculdades e pude constatar a penúria dos estudantes em relação à língua. E não saber escrever, em muitos casos, é o de menos. Alguns não conseguem sequer ler e entender o que está escrito.

Ao ler estas pérolas, a primeira reação é de rirmos. Sim, são risíveis, mas trazem, de um outro lado, um aspecto trágico, pois trata-se de jovens que estão se preparando para a vida profissional. E serão eles que amanhã estarão no mercado de trabalho como advogados, médicos, engenheiros, professores, etc.

O que esperar do futuro? Você sabe? Se souber, me diga. Eu temo por ele.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

5 Respostas

Entre na conversa