O QUE É MAIS ESTRANHO?

cabelo.jpg

A comunicação importou da sociologia a Teoria do Enquadramento, que mostra que todos nós pensamos e nos comportamos dentro de um determinado quadro, que é determinado pelos padres sociais, pela cultura, pelas crenças. Assim, criamos padres, que são seguidos pela maioria, proporcionando o enquadramento.

Quem não os segue é visto como desviante, ganhando, no mínimo, olhares enviesados. Mas por que isso? Há uma razão. E me vi partícipe deste estranhamento há alguns dias quando fui a um shopping próximo de casa almoçar.

Quando já havíamos terminado e estávamos saindo do shopping nos deparamos com um casal e, nele, o destaque era para a mulher. Morena, de tamanho médio, bem vestida, ela chamava a atenção não pela beleza, mas pelos cabelos, principalmente quando tinha passado e era vista de costas.

O que se via eram cabelos longos, bem longos, tão longos como nunca vi igual. Lavados, limpos e bem penteado o cabelo ia até a altura da barriga da perna da moça. Soltos, cobriam praticamente todas suas costas, descendo e tomando também parte do vestido, que era simples. Se o cabelo fosse menor – até a cintura, por exemplo – certamente não chamaria a atenção, mas como era muito longo virou curiosidade e acabou atraindo o olhares de todos por onde passava.

Olhando bem, não fosse o cabelo da mulher, o casal não tinha nada de destoante. Podia ser enquadrado como um casal normal, padrão, que passeava pelo shopping. Mas os longos cabelos mudaram tudo e ele acabou virando mais atração do que todas as atrações que estes centros de compra oferecem.

O que se instalou foi a estranheza, o desvio do padrão. E foi ele quem chamou a atenção. Podemos, voltando ao início, perguntar o que é mais estranho? Seguramente, podemos responder, o que não se enquadra no padrão. E, neste caso, o padrão é de cabelos, mesmo que longos, muito, mas muito mais curto.

PARAÍSO DOS LIVROS

Sabe aquele livro que você procura há tempos mas não acha? Talvez você o encontre na Estante Virtual, uma central de sebos on line que anuncia ter à disposição mais de um milhão de diferentes títulos. Um verdadeiro paraíso para quem gosta de livros.

Eu descobri, por exemplo, que um dos associados ao sítio tem livros de uma coleção que, há muito tempo, não consigo encontrar, já que as editoras são de Portugal e existe um acordo para que o publicado lá não seja vendido aqui, e vice-versa.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

10 Respostas

Entre na conversa