NA DEPENDÊNCIA DO CELULAR

fone.jpg

Que todos estamos dependentes e viciados em celular, acho que é algo mais ou menos óbvio. O que faltava para comprovar este conhecimento é o surgimento de uma pesquisa que o constatasse. Não falta mais.

Entrevistados na pesquisa FusionOne, conduzida pela MarketTools deixaram isso muito claro. Mais da metade dos entrevistados afirmaram que a perda do celular provoca problemas na sua vida pessoal e causa sofrimento. Além, é claro, de você perder o que está no aparelho, hoje muito mais do que um telefone.

A partir dos dados da enquete, um dos dirigentes da FusionOne afirma que um dos principais objetivos das empresas de telefonia celular é salvaguardar os dados do assinante. Com isso, evita que, no caso de perda do aparelho, tenha maiores problemas, pois pode recuperar seus dados. Com isso, diz ele, as empresas podem manter assinantes fiéis.

As afirmações são confirmadas pelo resultado da pesquisa. Sete de cada 10 pessoas consultadas disseram que os dados mantidos em seus celulares são muito importantes e, deste universo, três em cada 10 se preocupam, também, com a possibilidade de perderem músicas e fotos guardadas no celular.

Mas há, em relação a esta preocupação, um dado interessante: É que dois terços dos entrevistados, mesmo considerando seus dados muito importantes, não têm cópias de segurança deles. Neste caso, admitem, que perderem o aparelho terão de refazer suas agendas e contatos manualmente ao pegarem um novo telefone.

Os dados se referem aos assinantes dos Estados Unidos, mas não acho que aqui, no Brasil, seja muito diferente. O que temos em nossos celulares é importante e perdê-lo, um problema. Eu, pessoalmente, tenho backup dos dados, mas isso não diminui o incômodo de perder o seu telefone.

E para você, o celular é ou não importante? Seus dados têm cópia de segurança? Vamos ver se os leitores se enquadram no perfil da pesquisa. Comentários, por favor.

ENTRANDO EM NOVO MUNDO

Tem hora que você precisa se decidir se entra ou não em um novo mundo. Certo? É o que estou fazendo em relação a uma nova mania da internet, o Twitter. Sou um novo adepto, que está dando os primeiros passos e pode ser encontrado aqui.

Ao lado do Twitter aderi, também, ao Facebook e ao Linked in, duas ferramentas de social networking muito interessantes. Se você ainda não participa, confira. Se participa, também.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

13 Respostas

Entre na conversa