MUDANDO PARA TENTAR ACERTAR

Mudanças sempre causam problema, para quem muda e para quem, no caso de um blog, o acompanha. Mesmo assim, e graças aos problemas da primeira, estou fazendo uma segunda mudança. Agora, só de cara, com novo tema. Fiz uma escolha cuidadosa, mas gostaria de ter a opinião de vocês sobre ele. Então, vamos conversar?

Há cerca de um mês, no endereço anterior, anunciei que iria mudar a cara do blog e, também, que com a primeira viria uma segunda mudança, a de local, que retiraria a palavra blog do endereço. Sei que estas mudanças representam um estorvo para quem vem ao blog regularmente, que já tem o seu feed assinado ou que já o colocou nos favoritos. Mas achei que a mudança era necessária e a implementei.

O que eu não contava é que, a partir da escolha de um tema, teria os problemas que tive. O modelo usado, gratuito, não oferece suporte e como não sou especialista em código, fui encontrando mais e mais dificuldades de fazer os acertos que julgava necessários, tudo com o intuito de tornar a interface mais agradável e facilitar a leitura. Bem, resumindo a ópera, desisti. E estou adotando, como vocês podem ver, um novo tema, que tem uma disposição diferente, menos assuntos na capa mas que, no meu entender, perfaz o que buscava para o blog.

Até chegar a este modelo, testei alguns outros, que também reputada bons. No final, no entanto, fiz a opção pelo que, no meu entender, mais uma vez, oferecia a melhor visibilidade e facilidade de leitura. Levei em consideração, ainda, o maior destaque dado às informações e mantive a possibilidade de monetização, que já havia ganho espaço no modelo anterior.

De tudo o que aconteceu, dá para fazer algumas considerações. A primeira é que os temas gratuitos são abundantes, principalmente para o WordPress, a plataforma que uso. Mas, na maioria das vezes, eles não oferecem todas as facilidades, principalmente para quem não é especialista em PHP, MySQL e que tais. E os problemas são proporcionais à sofisticação do tema. O que aconselho, se você pretende mudar o seu, é que tenha muito cuidado. Senão pode lhe acontecer o que aconteceu comigo, mudar e ter de mudar de novo.

Há um outro lado, que é bom, pois fui obrigado a aprender uma série de coisas que não sabia. E como já observou alguém, conhecimento não ocupa lugar, já que é cumulativo. Com isso, estou um pouco mais capaz de manejar o blog, além de simplesmente escrever os textos e colocar ilustrações neles. E por falar nelas, vocês vão ver que, no novo modelo, elas são diferentes do anterior, maiores, em alguns casos, e mais visíveis. Achei isso bom.

Espero estar encerrando o ciclo de mudanças. Agora, o caminho a seguir é o de acertar os pequenos detalhes fazendo com que, como no caso do primeiro modelo, que durou mais de dois anos, tudo funcione.

Bom, então, o que vocês acharam do novo modelo? Ele é melhor ou pior que o anterior? O que poderia ser acrescentado, retirado, trocado? A opinião de vocês é muito importante. Então, vamos conversar sobre isso.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

15 Respostas

Entre na conversa