MUDANDO E DOMANDO A NATUREZA

naturezaUm dos projetos dos humanos – pelo menos a partir do iluminismo – foi de submeter a natureza à razão, à lógica. O objetivo era não só controlá-las, mas fazer com que trabalhasse para a humanidade, fosse usada em seu benefício. E que todos nós não fôssemos submetidos ao caos que, de quando em vez, ela provoca.

O projeto do iluminismo continua de pé. Mas há estudiosos, como Zygmunt Bauman, que o acha irrealizável. Estes veem a natureza como caótica, sem nenhuma lógica. E entendem que não é o desejo ou a indústria humana que a vai mudar. Reconhecem, no entanto, as tentativas que são feitas, mas não acreditam no seu sucesso.

Um fato, no entanto, é que, nunca como dantes, fizemos tantos esforços para, primeiro, domar, e depois para mudar a natureza. E a ciência tem sido o caminho adotado para ambos os procedimentos. No primeiro caso, com a prevenção de catástrofes. No segundo, com a manipulação genética – um assunto que está ficando meio recorrente neste blog.

Neste exato momento cientistas em todo o mundo estão trabalhando em modificações genéticas de plantas. A pesquisa caminha em dois sentidos. Um, imunológico – veja A vacina com a comida – e outro, terapêutico. No primeiro caso, busca-se evitar problemas. No segundo, tratar os problemas humanos.

O fato é que, na busca de meios de melhorar a saúde humana e controlar o ambiente, a natureza está constantemente sendo modificada. Até a manipulação genética, ela foi, em alguns casos, domada, como no domesticação de plantas que, hoje, constituem a base alimentar da humanidade. Agora, ela começa a ser modificada, com a criação de espécies híbridas – se podemos chamar assim.

O objetivo final desta mudança é fazer com que a natureza trabalhe a nosso favor, seja produzindo comida, antígenos ou reagindo de forma a que os humanos não sejam ameaçados. Alguns passos já foram dados. Faltam muitos por dar.

Se a natureza vai ser mesmo domada, consagrando-se o projeto iluminista, só o tempo dirá. Hoje, no entanto, o que podemos dizer é que ela está rota, depredada e mais do que nunca constitui uma ameaça à sobrevivência humana. Talvez a ciência possa mudar isso.

EM BLOG AMIGO, EU VOU

Este início de semana é de comemoração para o blog e ela decorre de dois mimos – não é assim, Luma? – ambos vindos com o selo do Luz de Luma. O primeiro, é o selo Blog Amigo, um meme que está rolando há algum tempo pela blogosfera e que tem contado com a participação de vários blogueiros conhecidos.

O segundo, o Eu Vou, que também é um meme e que destina-se, como o nome diz, a indicar blogs que frequentamos ou onde estamos indo sempre, checando o que foi publicado. A indicação, mais uma vez, foi da Luma. Como disse, essas indicações me deixam feliz, desvanecido e me traz a responsabilidade de, pelo menos, manter o blog no mesmo nível, não decepcionando quem o indica.

Como contrapartida, também tenho de fazer algumas indicações. Para o Blog Amigo, minhas escolhas são: Lys Figueiredo, Meire Gomide, Jens, da Toca do Jens, e DO, do Ramsés SecXXI. E, no caso, do Eu Vou, os escolhidos são: Antigas Ternuras, Lulu on the Sky e Cejunior. Espero que gostem e aprovem.

Tag: sem tag

16 Respostas

Entre na conversa