MENOS E MUITO MAIS CAROS

milho.jpg

Hoje, há uma preocupação com o clima e com o meio ambiente. Em todo o mundo, mais e mais pessoas estão se conscientizando que é preciso mudar, fazendo com que a preservação seja a atitude de todos. Afinal, ao tomarmos uma medida preservacionista estamos, na verdade, ajudando o planeta, que é a nossa casa e, pelo menos até agora, a única alternativa de vida que temos.

Temos visto, também, informações e mais informações sobre o impacto que a ação do homem tem causado ao meio ambiente: tufões, tsunamis, esquentamento global e muito mais. Mas o que não tinha visto até agora é o impacto sobre as pessoas e sua alimentação de forma direta. Pois é, usei o verbo certo – não tinha – pois ele apareceu.

Os números foram publicados em O Globo e mostram como os alimentos estão escasseando – enquanto a população aumenta – e estão, como consequência, ficando mais caros. No primeiro caso, contribui a mudança climática, o que significa menos terras cultiváveis e condições piores para a agricultura. No segundo, como consequência da escassez os preços sobem.

A consequência, nos dois casos, é uma menor disponibilidade de alimentos principalmente para que está na base da pirâmide mundial. Falando de forma mais direta: Mais gente vai passar fome. Com menos alimentos disponíveis, eles serão destinados a quem pode por eles pagar. E mais caros, não estarão disponíveis para quem tem menos recursos.

Os números impressionam. A soja, por exemplo, que é base para uma série de produtos, em um ano teve um incremento de preços de 50%. No caso do milho, o aumento foi o mesmo. O trigo, um dos alimentos mais acessíveis a quem tem menor renda, o aumento em um ano foi de 81% e o leite, 52%. O aumento é consequência da menor produção mundial destes alimentos.

O que a matéria mostra é que, se não fizermos alguma coisa, mudando no sentido de preservar o ambiente, o clima e o planeta, teremos mais e mais dificuldades. E, neste caso, quem mais irá sofrer serão os pobres. No Brasil e no mundo.

PESQUISA CONTINUA

Se você ainda não votou, não perca a oportunidade de indicar quais os sítios na internet que você mais frequenta. Vá à barra lateral, escolha uma opção e vote.

Até agora, os blogs – o que acho normal – estão ganhando e com uma boa vantagem. Será mesmo que eles são os mais frequentados?

AGORA, FUNCIONA!

Há algum tempo indiquei, aqui, um sítio onde era possível procurar e encontrar os mais diferentes ícones. Só que ele não funcionava, já que os responsáveis estavam fazendo um upgrade.

Depois de séculos – pelo menos em termos de internet – o Iconfinder está no ar. Agora, ele funciona. E se você gosta de ícones ou precisa de algum, é o lugar certo.

Um ótimo final de semana para todos nós.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

24 Respostas

Entre na conversa