MAIS FÁCIL QUE UM BOTECO

Antes de prosseguir quero deixar bem claro que, embora não sendo religioso, respeito todas as religiões. Aliás, este é um assunto que me fascina e tem sido, ao longo dos anos, um tema constante de leitura, envolvendo a discussão sobre o divino e a própria prática religiosa.

Dito isso, vamos ao assunto. Há algum tempo a Folha de S. Paulo publicou –  mas só agora tomei conhecimento –  uma matéria sobre a criação de novas igrejas e, completando o trabalho, fez uma relação das que foram abertas no Brasil até o final de 2010. A proliferação das igrejas, sobretudo as pentecostais, não chega ser uma surpresa. E sem dúvida, na geleia geral em que se tornou este segmento, existe muita gente séria, bem intencionada. Mas também, como todos nós sabemos, existem os que só tem interesse monetário.

Neste caso, o que surpreende é a denominação de algumas delas. A propósito, os jornalistas encarregados da matéria em apenas cinco dias conseguiram fundar a Igreja Heliocêntrica do Sagrado Evangelho. Se você achou o nome esquisito, veja algumas outras igrejas em funcionamento:

  • Igreja da Água Abençoada
  • Igreja da Benção Mundial Fogo de Poder
  • Igreja Evangélica de Abominação à Vida Torta
  • Igreja Batista Incêndio de Bênçãos
  • Comunidade do Coração Reciclado
  • Igreja C.R.B. (Cortina Repleta de Bênçãos)
  • Igreja Evangélica Pentecostal Labareda de Fogo
  • Igreja Evangélica Pentecostal a Última Embarcação Para Cristo
  • Igreja Automotiva do Fogo Sagrado
  • Igreja Batista A Paz do Senhor e Anti-Globo
  • Igreja Menina dos Olhos de Deus
  • Associação Evangélica Fiel Até Debaixo D água
  • Igreja Pentecostal do Fogo Azul
  • Igreja da Cruz Erguida para o Bem das Almas
  • Cruzada Evangélica do Pastor Waldevino Coelho, a Sumidade
  • Igreja Filho do Varão (Opa!!! Se puxar o pai vai se dar bem!!!!)
  • Igreja A de Amor
  • Igreja Dekanthalabassi
  • Igreja dos Bons Artifícios
  • Igreja Eu Sou a Porta
  • Igreja Barco da Salvação
  • Igreja Pentecostal do Pastor Sassá
  • Igreja Sinais e Prodígios
  • Igreja de Deus da Profecia no Brasil e América do Sul
  • Igreja Caverna de Adulço
  • Igreja E..T.Q.B (Eu Também Quero a Benção)
  • Igreja Evangélica Florzinha de Jesus
  • Igreja Batista Renovada Lugar Forte
  • Igreja Atual dos Últimos Dias
  • Igreja Evangélica Bola de Neve Igreja Evangélica Adão é o Homem
  • Igreja Pentecostal Jesus Vem, Você Fica
  • Igreja Evangélica Pentecostal Cuspe de Cristo
  • Igreja Evangélica dos Hinos Maravilhosos
  • Assembleia de Deus Batista A Cobrinha de Moisés
  • Assembleia de Deus Fonte Santa em Biscoitão
  • Igreja Evangélica Muçulmana Javé é Pai
  • Igreja Bailarinas da Valsa Divina
  • Igreja Evangélica Batalha dos Deuses
  • Igreja Evangélica Idolatria ao Deus Maior
  • Igreja Pentecostal Marilyn Monroe
  • Igreja pentecostal Esconderijo do Altíssimo
  • Ministério Favos de Mel
  • Assembleia de Deus com Doutrinas e sem Costumes

Vendo a relação, que é muito maior, cabe uma pergunta: Por que essa proliferação de igrejas? Uma primeira explicação poderia ser o aumento da religiosidade das pessoas, inclusive por uma migração de católicos para evangélicos.

Mas isso é apenas parte da verdade. Por trás dessa proliferação, há uma série de benefícios. Por lei, os templos no Brasil –  sejam de que denominação forem –  não pagam Imposto de Renda, IOF e outros impostos federais. Estão também isentos de IPVA, IPTU, ISS e outros tributos municipais e estaduais. No final, sobre o que as igrejas arrecadam não incide nenhum tipo de imposto.

E a abertura de igrejas, como constataram os repórteres da Folha, não faz nenhuma exigência, a não ser a burocrática. A única exigência é que uma ou mais pessoas se juntem e fundem a igreja, registrando-a. A partir daí, estão livres para adotar qualquer tipo de prática e –  em inúmeros casos –  lucrar com ela.

Ah, mas o que o título tem a ver com tudo? É que a reportagem constatou que abrir uma igreja no Brasil é muito mais fácil do que abrir um boteco.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

Entre na conversa