MACHISTAS GANHAM MAIORES SALÁRIOS

Os machistas ganham melhor do que os igualitários, foi o que revelou pesquisa divulgada nos Estados Unidos e que envolveu mais de 12 mil pessoas, entrevistadas várias vezes ao longo da realização do estudo. As mulheres independentes, no entanto, ganham melhor do que as submissas. E no Brasil, como será? Acho que temos uma sociedade mais machista e, por isso, os homens machistas devem ganhar mais que os igualitários. Afinal, a disparidade salarial entre homens e mulheres no país é muito grande. E você, o que acha?

O machismo, ao longo dos últimos anos, acabou se tornando algo politicamente incorreto. Os homens tentam – pelo menos muitos que conheço – afastar a pecha de machista. Posam, na maioria das vezes, como liberais, capazes de entender as mulheres e até encarar os serviços domésticos. Mas no fundo, bem lá no fundo, ainda resta muito do machismo, até por ser característica cultural latina.

O objetivo aqui não é fazer a apologia do machismo ou do feminismo, mas apontar uma constatação feita nos Estados Unidos – e que, acredito, deva acontecer também no Brasil – de que os machistas têm melhores salários que os defensores da igualdade com as mulheres. Uma pesquisa envolvendo 12 mil pessoas e que entrevistou homens e mulheres em vários oportunidades concluiu que, sim, os machistas ganham mais.

E constatou, até de certa forma surpreendente, que as mulheres submissas têm ganhos menores que as independentes. Se no homem o machismo ajuda a ganhar mais, nas mulheres, atrapalha. Mas os ganhos voltam a crescer e a ganhar dos igualitários quando o homem é machista e a mulher, submissa. O estudo foi publicado na edição de setembro de um conceituado jornal de psicologia nos Estados Unidos.

Não li o estudo, mas um resumo dele. E ele mostra que as mulheres mais progressistas e independente ganham melhor que as conformadas. A explicação talvez esteja na própria independência, que faz com que este tipo de mulher aja mais, reivindique, brigue por melhores lugares, o que não aconteceria com quem se conforma e se submete aos desejos e comandos do homem.

O que não está claro é o porquê de os machistas ganharem mais do que os igualitários. E é, para o caso dos Estados Unidos, um ganho significativo, que ultrapassa os 8,5 mil dólares anuais. E é mais significativo quando comparado com a diferença do ganho das mulheres, que ficou pouco acima dos mil dólares em favor das independentes.

Nos Estados Unidos as condições de ganho entre homens e mulheres é bem menos díspar que no Brasil. Aqui, as mulheres ganham bem menos do que os homens, sejam independentes ou conformadas e a estatística dos salários confirma isso. No que se refere aos homens, não há um dado específico sobre machistas ou não, mas acredito que não seja muito diferente dos estadunidenses, não.

Temos, se comparado com eles, uma sociedade bem mais machista. Então, do ponto de vista de cultura, é mais natural que um homem ascenda mais fácil sendo machista, já que encontra correspondência nos outros, que são seus chefes. E isso, certamente, torna mais difícil a vida das mulheres.

E você, o que pensa do assunto? Acha que a sociedade brasileira é machista? E como é que encara a questão da diferença entre a remuneração dos homens e das mulheres? Acho que todos nós conhecemos mulheres muito competentes que, ocupando posições similares às dos homens ganham menos do que eles. Quer prova maior de machismo?

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

9 Respostas

Entre na conversa