LOURAS NOS FAZEM DE ESTÚPIDOS

louras.jpg

Sabe aquele estereótipo de que as louras são burras? A coisa, de acordo com o professor Thierry Meyer, da Universidade de Paris X-Nanterre, é muito pior e afeta os homens. Ele não afirma que as louras são burras – até porquê isso não seria verdadeiro – mas sim que o estereótipo acaba afetando o homem que, por acreditar nele, acaba se portando de forma menos inteligente.

Para chegar à conclusão de que as louras nos fazem ficar mais estúpidos, o professor Meyer submeteu vários homens a testes de conhecimento depois de serem expostos a diferentes mulheres e descobriu que há uma piora no desempenho quando esta exposição é relacionada às louras. Ao analisar as respostas e procurar uma explicação para a queda no rendimento dos homens, a equipe do professor concluiu que os homens acabam inconscientemente presos ao estereótipo de que louras não são inteligentes.

De acordo com o professor Thierry Meyer (no destaque, na ilustração), no caso das louras, elas têm o potencial de fazer com que os homens ajam de modo diferente, mimetizando, de forma inconsciente, a falsa ideia de que não são inteligentes. Em função do estudo, a equipe que o desenvolveu chegou à conclusão que o comportamento das pessoas é potencialmente influenciado pelos estereótipos do qual elas se cercam ou estão submetidas.

Eles constataram isso também no caso de quem conversa próximo de pessoas mais velhas, que acabam abaixando o tom de voz e também caminham de forma mais lenta quando acompanhados de idosos. Os testes mostram, ainda, que as pessoas acabam assumindo os estereótipos de raça e os vários preconceitos do meio social em que está vivendo. É por isso que creem que as louras ficaram mais vulneráveis ao estereótipo no último século.

O curioso é que a mudança das mulheres, que ganharam cabelos louros e olhos azuis, de acordo com pesquisadores, se deu no final da Idade do Gelo e foi ocasionado pela competição com outras mulheres pelos poucos homens. Louras, elas se destacavam, chamando a atenção e melhorando sua competitividade. Neste caso, elas se tornaram diferentes, mas os estudos não indicam qualquer mudança na inteligência.

Um dado curioso revelado pelo Times é que, no caso da Grã-Bretanha, embora um terço das britânicas pareçam louras, na verdade apenas 3% delas são louras naturais. Aqui no Brasil, devido a miscigenação, este número deve ser ainda menor, embora vejamos uma boa quantidade de louras todos os dias. O jornal, para desmentir a ideia de que elas não são inteligentes, cita uma série de britânicas louras que se destacaram nas áreas da ciência.

E então, você acha que as louras realmente afetam os homens? Neste caso, posso falar por mim e não só não acho que as louras sejam burras, como o fato de serem não me afeta. Até sei que algumas que conheço não são louras verdadeiras, mas se tornaram louras. (Via Time, em inglês)

CORRENTE DA AMIZADE

(UPDATED) A Rosa, do Rosa 147, e a Tati, do Dèja Vu, acabam de me colocar na Corrente da Amizade, um novo meme que está correndo a blogosfera. Quero agradecer a indicação e dizer que amizade, mesmo que virtual, é importante e fico muito honrado com a escolha.

Quando à indicação de novos blogueiros para dar seguimento à corrente, seria injusto escolher apenas alguns. Neste caso, indico todos os que estão nos meus Favoritos, aí na barra lateral. Todos são amigos e merecem se transformar em mais um elo desta corrente. Amigos, agora é com vocês.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

19 Respostas

Entre na conversa