LIVROS, LIVROS E LIVROS GRÁTIS

Sou um f㣠dos livros e acho que já disse isso aqui, antes. De certa forma, sou também um bom leitor, que lê uma boa quantidade de livros a cada ano, passando por vários tipos deles, indo de ficção científica – uma das minhas preferências – filosofia e política. Acho que nada substitui o livro, mas estou caminhando para achar que, além do papel, existem outras formas de leitura.

Um dos casos é a leitura no telefone móvel, no meu caso o iPhone. Descobri que na Internet existem milhares de livros que podem ser baixados e lidos em qualquer lugar que você estiver, sem necessidade de carregar um livro. Se você lê inglês, a quantidade de livros é imensa, incluindo os chamados grandes clássicos da literatura universal. Se lê só em português, também existe uma boa quantidade de livros, incluindo os clássicos de nossa literatura. E neste caso estamos falando de livros legais, que podem ser baixados pois não mais têm direitos autorais.

Não descobri a modalidade no Brasil, mas em inglês existem autores e editoras que disponibilizam de forma gratuita alguns dos livros que publicam em forma de ebook. Mais uma vez, trata-se de ler o que é legal, mas se isto não é importante para você, existe sempre a outra forma. Como encontrá-la? Da mesma forma que se encontra os livros legais – no sentido de se respeitar a lei – isto é, indo ao Google e simplesmente digitando “ebook grátis”.

Voltemos aos livros legais. Se você estiver interessado, o primeiro ponto a parar é o Projeto Gutemberg. Ele está em inglês, mas tem também uma série de livros em português, do Brasil e de Portugal. Tem também livros em espanhol e em vários outros idiomas, mas a maior biblioteca é em inglês. No caso do Brasil, o primeiro lugar para se ir é o Domínio Público, um sítio mantido pelo Governo Federal que além dos livros oferece uma série de outros textos, sobretudo dissertações de mestrado e teses de doutorado de todo o país.

Nos dois sítios estão milhares de livros. Através deles, absolutamente de graça, pode-se ler obras de Shakespeare, por exemplo. Como também podem ser lidas obras de José de Alencar, Monteiro Lobato, Machado de Assis e outros autores brasileiros. Estão disponíveis ainda livros de autores portugueses, incluindo obras históricas do início de Portugal. O repositório, repito, é imenso. E fica ainda maior quando se fala de livros em inglês. Nesta língua estão disponíveis praticamente todos os clássicos da literatura mundial.

Acho o telefone móvel prático para se ler um livro, sobretudo por que os novos aparelhos têm tela maior e programas específicos para este tipo de leitura. No caso do iPhone, são vários deles e todos permitem acesso às bibliotecas digitais. Para os outros telefones também existem leitores específicos. Os livros podem ser lidos ainda no seu computador, seja ele o de casa ou o notebook. Se a tela lhe for desconfortável, pode ser impresso, voltando ao velho e bom papel.

Então, se você gosta de ler e não sabia destes sítios, agora já sabe. Dê uma olhada neles e na certa irá descobrir coisas do seu interesse. Eu descobri e continuou descobrindo, não só os livros, mas também uma nova maneira de ler. E confesso que tenho gostado da nova forma de leitura. Ah, é tem outra coisa: Os livros são vendidos no novo formato nos sítios que trabalham com livros – recorra, novamente, ao Google – ou nos das próprias editoras e custam bem mais barato do que no formato impresso.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

13 Respostas

Entre na conversa