LEMBRANÇA ANTES DA VIDA

bebe1.jpg

Todos nós que somos pais e mães gostamos de guardar recordações de nossos filhos quando eram bebês. E até pouco tempo isso era feito mediante a fotografia, que registrava os vários momentos da criança, fixando-os e deixando-os para que, elas próprias, se divertissem mais tarde, quando adultas.

Ao longo dos anos, as coisas mudaram. A tecnologia avançou e, de certa forma, acabou com o mistério da gestação. A ultrassonografia, cada vez mais clara e limpa, começou a mostrar o sexo da criança, uma descoberta que, antes, só se fazia no nascimento.

Com o avanço, a questão da recordação mudou. E, pelo menos fora do Brasil, empresas começaram a oferecer aos pais filmes ~ feitos através do processo de ultrassonografia ~ de seus filhos ainda no útero. É como se fosse uma lembrança antes da vida ou, pelo menos, do nascimento.

Interessante, não? Afinal, você poderá mostrar ao seu filho ou filha como ele era antes do nascimento. Inaugurou-se, assim, um novo mercado. E uma nova forma de recordação, um mercado, pelas informações da BBC Brasil, em franca expansão.

Só que as autoridades medicas estão recomendando que as mães não façam isso. Só devem se submeter à ultrassonografia se ela for necessária e recomendada pelos médicos que acompanham a gravidez.

O que temem? Que o feto seja afetado. Existem provas que isso ocorra? Ainda não. Mas fica a recomendação de se evitar um processo que, de alguma forma, pode ser prejudicial à criança que ainda não nasceu.

E você, tem recordações de seus filhos? E seria capaz de comprar estas recordações antes da vida, antes do nascimento? Não teme que o feto possa ser prejudicado? O que você acha desta discussão e das recomendações dos especialistas?

EM QUEM VOCÊ CONFIA?

Existem algumas profissões que são mais confiáveis que as outras. Pelo menos é o que pensamos. Então, nada melhor do que uma pesquisa que determine em que profissão os leitores determinem em quem confiam mais.

Então, dê uma olhada na relação na barra lateral, escolha uma das profissões e vote. Participe. Sua opinião é importante.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

22 Respostas

Entre na conversa