FOFOCAS, HOMENS E MULHERES

O que nos dizem as pesquisas? Às vezes, o que queremos saber, às vezes, não. A pergunta – e suas respostas – tem um sentido e ele se prende a uma imagem que todos nós, homens, fazemos do mundo feminino. Tomemos um cenário: um salão de beleza. Nele, o que vemos? Mulheres preocupadas com a beleza, é verdade, mas também um universo de, chamemos assim, “troca de informações”, com descobertas de segredos e a socialização de comportamentos e de atitudes.

Sim, estamos – pelo menos diante da imagem feita – no mundo das fofocas. Nele, achamos que as mulheres são especialistas, que falar dos outros e da vida deles é o seu esporte preferido. E nós, homens, como nos comportamos? Surpresa! Segundo uma pesquisa somos mais fofoqueiros que as mulheres. É bem verdade que o levantamento, que envolveu nada menos do que cinco mil homens, foi feito na Inglaterra, com clima soturno, seriedade inglesa e bem diferente da descontração e do descompromisso latino e brasileiro.

Será que aqui é diferente? Acho que sim, mas no sentido de sermos muito mais comunicativos, viver mais em grupo, investir na atividade grupal e coletiva. E isso, no final, deve representar mais conversa, o que, certamente, irá superar, de acordo com os números apurados pela Onepoll inglesa, os 76 minutos diários que os homens dedicam, em média, a conversar sobre “amenidades” com seus colegas de trabalho.

Sim, é isso. Mas, outra surpresa, não é o sexo o assunto preferido. No topo da lista do que os homens falam está o comportamento de seus amigos bêbados, o que fazem, como fazem e o que deixam de fazer. Tomar mais algumas, neste caso, é o caminho certo para virar o centro das atenções. Neste “lazer” o segundo tópico mais discutido são as notícias o que, na verdade, não chega a ser fofoca. Afinal, todos nós gostamos de falar do que lemos, vimos e ouvimos. Podemos, sim, fazer piada com isso, mas não considerar fofoca.

O tópico numero trás são os amigos de escola e o quarto, os do trabalho. Sobre eles, segundo a pesquisa, fala-se e muito. O quinto item – e aqui talvez se aproxime mais dos brasileiros – é a “gostosa” do trabalho. Lá, como aqui, certamente não há unanimidade sobre isso, com cada homem tendo uma opinião e preferência diferentes. E não se trata de quem está saindo com quem, tendo caso com alguém, etc. e tal.

A fofoca, fofoca mesmo, ocupa o espaço seguinte. Os homens – e os seres humanos, talvez – se dedicam, neste quesito e com afinco, a ouvir os rumores que não conhecem, contar o que sabem e a partir daí sair espalhando o que “pretensamente” está acontecendo no trabalho, com os amigos, com os casos amorosos, enfim, cobrem todo o seu universo de atuação. É o momento “Você sabia?…

A lista de assuntos é bastante ampla, mas vamos ficar apenas nos dez assuntos mais falados. Um deles são as promoções no trabalho, com quem foi promovido, por que, se merecia ou não. Entre homens, mesmo aqui no Brasil, este é, mesmo, um assunto recorrente. Mas diferentemente dos ingleses – embora não haja uma pesquisa que tenha apurado isso – os relacionamentos sexuais, que ocupam uma das últimas posições no Top 10 inglês, parece ser um dos principais assuntos no Brasil. Pelo menos de toda roda de amigos que participo o assunto aparece, sempre, como uma das prioridades. E quanto as mulheres, como será? Quem se habilita a dizer?

Fechando a lista temos a questão salarial e o comportamento do chefe. Bom, e as mulheres, de que falam? Ah, a pesquisa viu isto também em relação as inglesas e descobriu que preferem passar o tempo reclamando de outras mulheres, falando da vida sexual dos conhecidos e comentando o peso das amigas. E neste “passatempo” diário elas gastam, em média, 52 minutos, 46% menos tempo que os homens. Outro fato interessante sobre a pesquisa é que ela descobriu que os homens gostam mais de fofocar no escritório e as mulheres, não, preferem a fofoca fora dele.

E tem um dado que, no caso dos brasileiros, certamente não irá bater: 31% dos homens entrevistados disseram que preferem a fofoca ao sexo  Será? Sinceramente, não sei. O que sei é que olhando os números fiquei surpreendido, pois a imagem que temos do mundo masculino e do feminino é um pouco diferente. Quando pensamos em uma reunião masculina sempre imaginamos que o assunto é, em primeiro lugar, sexo, em segundo, sexo, em terceiro, sexo e, depois um pouco de futebol. E no caso das mulheres, fofocas, fofocas e fofocas.

A pesquisa mostra que não é bem assim. É verdade que se trata de uma realidade diferente da nossa. Mas será que somos assim tão diferentes? É bom lembrar que esta tal de globalização fez com que os assuntos não sejam muito diferentes aqui, no Brasil, ou em qualquer outra parte em que estejamos. Talvez assim a pesquisa inglesa acabe por refletir também um pouco do que somos.

A propósito de conversas e fofocas, como você se porta? Encontra-se com os amigos? Do que fala? Homens e mulheres tem tópicos diferentes? Vamos conversar sobre isso, contando nossas experiências e enriquecendo a visão que temos sobre os universos masculino e feminino.

A MUDANÇA QUE CHEGA

Há alguns dias anunciei que, devido aos trás anos do blog, ele ganharia algumas novidades. Uma delas significa mudança de visual, com um tema mais “limpo”, minimalista mesmo, que privilegia o conteúdo. Estou trabalhando para que esta nova aparência – que traz, ainda, algumas novas features – esteja no ar na segunda-feira.

Se não for possível, entrará no ar na outra semana. Mas espero que esteja tudo pronto para o dia 13. Afinal, é nele que o blog está completando o seu terceiro ano de vida.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

6 Respostas

Entre na conversa