E ENTÃO, CHEGAMOS AOS 4 ANOS

Olhando em perspectiva, parece que foi ontem. Não foi e no dia 13 de abril o blog completou o seu quarto ano de vida. Estamos, agora, entrando no quinto ano de sua existência e, como tudo na vida, ele não é exatamente o que era quando começou. Mudou, cresceu e se diversificou, mas a sua essência, colocada em Iniciando um blog, permaneceu: ainda continua pessoal e ainda é baseado na minha visão dos vários assuntos que aqui são tratados.

O aniversário passou, sem comemorações ou sem velinhas para serem sopradas. Não considero que seja um feito ou que mereça comemoração, mas na certa vale a pena lembrar do início e da trajetória que, desde então, o blog tomou. Aqui, em vários momentos, houve engajamento, mas também assuntos descontraídos, que fizessem rir. E houve muita coisa séria que foi tratada de modo, digamos assim, interessante, como é o caso do chulé.

Tanto em um quanto em outro assunto, achei que era o momento de falar deles. E falei. Foi assim durante estes quatro anos. E quem por aqui passa sabe que é mesmo assim. O fato é que, este é o post 901 no blog. Não sei quantas palavras isso dá¡ – nem vou tentar descobrir – mas tenho certeza que é bastante. Como é bastante também o número de comentários, de participação de amigos blogueiros, de conhecidos ou de quem simplesmente passa por este espaço. Até agora, são mais de 13,7 mil conversas, como as chamamos.

Em se tratando de tempo digital, quatro anos é um bom espaço. Neste período, a tecnologia mudou, avançando mais e mais. Um exemplo disso são os celulares. Outra, os computadores, que estão cada dia mais poderosos, menores e mais leves. Neste espaço de tempo, de avanços em quase todos os campos, uma coisa permaneceu imutável: a palavra. Graças a ela é que o blog existe, que falamos de assuntos diversos, que leitores e amigos opinam. Enfim, são elas que usamos para registrar posições, criticar, elogiar ou simplesmente brincar.

Fico satisfeito que o blog tenha cumprido este tempo. Mas isso é passado. Como será¡ o futuro? Não sei. Quero, contudo, que o blog permaneça e fiel aos seus princípios, dando-me oportunidade de dividir os meus pontos de vista e, ao fazê-los, levar à reflexão, discutir questões que acho importantes ou simplesmente divertir.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

9 Respostas

Entre na conversa