COM UM PASSO ADIANTE

Desde o surgimento da Lei de Moore, que aponta para computadores mais rápidos, menores e mais baratos, que a indústria de computação tem procurado uma saída para os atuais chips, que acreditam alguns estão próximos de seus limites. Se não for dado um passo adiante, corremos o risco de, dentro de um tempo mais, de uma estagnação.

Mas o que está sendo feito? Um dos campos de pesquisa, que não é novo, é o do chamado computador quântico, que em teoria é capaz de ter, em um único átomo, os zeros e uns do sistema binário, combinando-os e oferecendo a possibilidade de um processamento muito maior, mais rápido e barato. Em um único chip, neste caso, poderíamos – em teoria, de novo – colocar um supercomputador.

Pesquisadores vem este caminho com otimismo, mas a pesquisa, até agora, é muito mais teórica que prática, já que não se tinha grande avanço na construção do qubit, a unidade básica de dados deste novo sistema de computação. A se crer pelas informações veiculadas pela revista Science e comentadas pela Ars Technica, o panorama começa a mudar.

Os primeiros passos no sentido de se construir um novo chip já foram dados e dois grupos de pesquisadores conseguiram construir dots – reunião de qubits, unidades equivalentes ao bit no sistema atual – fazendo a ligação lógica entre eles. Com isso, podem ter descoberto um caminho. O que precisam fazer é que, no seu funcionamento, esses dots deem uma volta completa, de 180 graus, sobre eles mesmo.

Os cientistas já chegaram aos 45 graus. Se avançarem, dentro de pouco tempo mais poderemos ter um novo tipo de computador, menor e muito, muito mais potente. Fazendo uma analogia com a ficção científica, a capacidade de processamento seria tal que poderíamos, mesmo distante, falar com o computador que poderia, por exemplo, estar no nosso pulso.

Sonho? Talvez seja. Mas como a ciência progride é bom que fiquemos preparados para uma nova revolução na produção de computadores. E com ela, em uma nova e veloz mudança em nossas vidas. (Via Ars Technica, em inglês)

UM BLOG DE ELITE

belite.jpg

Acho que eu, pessoalmente, jamais classificaria este blog como sendo de elite. Mas é o que fez a Luciana, do Web Cosméticos, que acaba de me dar o selo Eu tenho um blog de elite.

A verdade é que não considero que o blog seja assim, mas não só respeito a opinião, como agradeço a indicação. Acho que, neste caso, quem deve fazer o julgamento não é o blogueiro, mas quem o lê. E se a Luciana afirma isso, então, a partir de hoje, eu tenho um blog de elite.

Quanto à escolha de outros blogs, indicando-os, faço o que tenho feito: vejam nos Favoritos. São todos ótimos blogs. E todos eles merecem um prêmio como este.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

12 Respostas

Entre na conversa