COM JEITINHO, MAS SEM SOLUÇÃO

Há alguns dias relatei aqui no blog problemas que estava tendo com uma prestadora de serviços e que, para resolvê-los, tive de recorrer ao jeitinho. Achei, na época, que devido ao que me foi dito, as coisas se resolveriam. Não se resolveram. O jeitinho, neste caso, não adiantou e os problemas, neste momento, ainda persistem, se não no seu total, mas pelo menos parcialmente e em uma das coisas mais irritantes, que é a má qualidade das imagens de uma televisão.

A prestadora de serviços a que me referia, então, é a Net. Aqui, no Espírito Santo, os serviços eram prestados até há pouco tempo por uma empresa local, a Esc 90, que foi adquirida pela Net, que pertence à poderosa Rede Globo. A história toda começou no mês de março. Após chegar aqui, a Net ofereceu ótimas condições para um produto que chama de Net Combo – TV por assinatura, telefone e internet, juntos. Financeiramente, a proposta é mesmo interessante e, após analisá-la, comparando números decidi trocar o meu “pacote”, que era só TV e internet – e mais caro do que o combinado que oferecia.

Hoje reconheço: foi um erro. Desde o início, nada deu certo. No call center da empresa o atendimento é horrível e você não tem um canal local. A cada ligação, além de ouvir um “compreendo, senhor”, que deve fazer parte do roteiro do atendente, as soluções não saem, programam-se visitas técnicas que não acontecem, pois os técnicos simplesmente não aparecem e você sequer é comunicado da mudança. Quando liga, ainda ouve que a programação era para outro dia, mesmo tendo um email com a data confirmada, do dia anterior. Nestas idas e vindas, recebi N vezes a visita de técnicos, que trocaram equipamentos, fizeram extensões, checaram e testaram instalações, mas que, no final, me deixaram mais de uma semana sem telefone e até hoje com um sinal de televisão que congela, não permitindo que determinados canais sejam vistos.

Como tenho pontos extras em casa, em dois deles alguns canais sequer aparecem. Já tentei de tudo, inclusive, como você já leram aqui, o jeitinho. Nada funciona. A Net parece ser adepta da teoria do passinho. Por ela, faz-se apenas uma coisa e tão somente ela de cada vez. Se há duas coisas por fazer, fica para um outro contato, uma outra programação – que fura – e um outro dia. Entre a constatação de um problema e sua resolução lá vão novas visitas técnicas, novas explicações. E tudo continua exatamente como antes, sem solução.

E não adianta você ir ao escritório local da Net. Não que lá seja mau atendido. Não é. As pessoas são atenciosas, ouvem suas reclamações e até prometem resolvê-las. Só que não o fazem. Os técnicos – pelo menos a maioria dos que vieram aqui em casa – são terceirizados e, aparentemente, para eles é mais interessante fazer várias visitas, pois devem ganhar por visita e pelo tempo que dura. O fato é que elas se sucedem, mas a resolução dos problemas não acontecem. Acho, até, que uma hora as coisas são resolvidas, mas haja paciência.

Se na sua cidade existe a promoção do Net Combo e você se interessou, pense bem. Ao mudar talvez enfrente os mesmos problemas que enfrentei. Ninguém – e olha que falei com a Ouvidoria da empresa – parece ver o problema todo, mas apenas parte dele. Para o atendimento e para os técnicos telefone, internet e TV são coisas totalmente distintas, mesmo chegando à casa por um único cabo. E parece que cada um dos serviços é operado por uma empresa diferente, não a mesma.

No meu relacionamento com prestadoras de serviços que tem uma concessão para oferecê-lo, seguramente este é o pior que encontrei. Como diria o “noço guia”, nunca antes nesse país uma empresa que trabalha com tecnologia e diz oferecer um serviço de ponta atendeu tão mal a um cliente.

Cuidado, pois isso pode acontecer com você.

PS Depois de longo e tenebroso inverno a Net, enfim, conseguiu acertar o sinal da TV. E pasmem! Depois de tanta idas e vindas, testes, troca de equipamentos, substituição de cabos, etc. e tal, descobriram que o problema era com o equipamento de recepção deles, que capta o sinal e o distribui para o prédio. Acertaram o equipamento e tudo funcionou.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

3 Respostas

Entre na conversa