COISAS QUE APRENDI COM O BLOG

Blogs são conversações. Se assim forem, os comentários, os links, a feitura de uma comunidade são muito importantes. O conteúdo, neste caso, não é o rei. Mas ter qualidade ajuda, e muito, a conseguir visibilidade e a se destacar. Com tudo isso, se você pensa que vai ganhar dinheiro com blog, esqueça. Isso é coisa para ingênuos ou para muito poucos. Estas são algumas considerações do Online Journalism Blog. São conselhos que vale ser lidos. Então, vamos conversar sobre isso?

Todos os que têm um blog e o mantêm, escrevendo com regularidade, hão de concordar que se trata de uma experiência que poderíamos dizer é única. O blog funciona como um ótimo aprendizado, já que não envolve só escrever, mas nos atira em campos que, para a maioria, são totalmente desconhecidos, indo dos códigos aos links e, destes, para as imagens.

Minha experiência até agora tem sido gratificante, apesar de alguns problemas enfrentados. Ela, no entanto, no meu entendimento não serve de parâmetro para outros bloggers, principalmente os que estão entrando agora na área. Por isso, achei muito interessante – e quero dividir – a experiência que um dos autores do Online Journalism Blog – provavelmente Paul Bradshaw – sobre o que é blogar.

Chamado de 1000 Coisas Que Aprendi Blogando – ele está em inglês – traz alguns pontos que considero bastante interessantes e que, seguramente, podem ser aplicados a todos nós que blogamos, tenhamos alguma experiência, como é o meu caso, ou estejam iniciando agora neste mister.

Veja alguns dos conselhos ou observações:

  • Blogar não é só escrever um blog. Blogar é linkar e comentar. Qualquer artigo, neste caso, é um bônus.
  • Escrever com regularidade é importante, mas a qualidade do que se escreve é mais importante que escrever todos os dias, por exemplo.
  • Se for preciso, gaste uma semana, mas faça um artigo consistente, com qualidade. Mostre, primeiro, conhecimento, depois faça a análise e, por fim, relacione suas ideias.
  • Uma imagem vale, mesmo, mil palavras. E ajuda, por exemplo, no entendimento do que você quer dizer para quem não domine a língua em que escreve que é, sim, uma grande barreira.
  • Ganhar espaço, visibilidade, sem bem avaliado, fazer sucesso, tudo é uma questão de persistência e tempo. Então, gaste seu tempo. E persista.
  • Como no ditado, quem chega primeiro tem mais chances de se destacar. Principalmente se você explora um nicho. Mas princípios também são muito importante. Não abra mão deles.
  • Blogs são apenas uma parte da ecologia da mídia social. Amplie seus horizontes e sua participação através do Twitter; do Delicious e de outros meios de socialização na internet.
  • Bom humor ajuda. Mas lembre-se que nem todo mundo consegue explorar esta vertente ao escrever.
  • Se, de repente, você descobrir que tem uma comunidade, não apenas leitores, mobilize-se e mobilize sua comunidade. Afinal, todos precisamos de um bom movimento.
  • Conteúdo não é o rei. Quem reina são as conversações. E são elas que formam o reino da blogosfera.
  • Não edite ou mexa nos comentários, por mais inconvenientes que sejam. Quem faz isso, acaba, no dizer do autor, sendo malévolo.
  • Ah, e uma última observação: Se você acha que vai ganhar dinheiro com blog, é ingênuo.

A listagem é bem maior, mas dela, pincei algumas coisas que achei mais interessante. Acho que vale a pena uma lida nela toda – Online Journalism Blog. Afinal, a gente sempre aprende com quem tem mais experiência, mesmo que não concorde com algumas das afirmações que ele faça.

Neste caso há uma ampla visão do que é blogar, o que a atividade representa e como se portar no meio da blogosfera. São lições que podemos seguir, pinçando o que mais nos interessa, mas não deixando de reconhecer que são excelentes observações sobre o mundo dos blogs e de quem bloga.

E você, o que acha que é mais importante ao blogar? Se os blogs são conversações, então, vamos conversar e trocar experiências.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

20 Respostas

Entre na conversa