CASANDO PARA FICAR RICO

casamento.jpg

Imagine alguém oferecer a você nada menos do que 100 milhões de dólares para casar com a filha dele. É bem verdade que reconhece que não é tão nova – tem mais de 30 – e é baixinha e gordinha. Mas é filha de boa família e, sobretudo, bem dotada de… dinheiro.

Você toparia? E se fosse o inverso, alguém oferecendo o filho e nas mesmas condições? O que diria? Não, acredite, não é uma pegadinha, pois o fato aconteceu – ou está acontecendo. Um rico industrial coreano, cristão, ofereceu 100 milhões de dólares para quem casasse com sua filha e entregou a “disputa” a uma agência de casamento.

É claro que houve pretendentes, mais de 100 o que, considerando a população da Coréia é muito pouco. Parece que os coreanos não se interessam por dinheiro, quando se trata de casamento pelo menos. O interesse do pai, segundo a informação, é que a filha lhe dê um herdeiro, já que não tem nenhum. Neste caso, o feliz pai do seu neto recebe uma “mixaria”, que é igual à sua fortuna.

A moça, de boa família, esclarece a agência de casamento, é gente boa. Pesa contra ela o fato de ser baixinha e gordinha. Aqui, o baixinha e gordinha não foram esclarecidos e acho que ninguém recebeu uma foto para, depois, se candidatar.

É curioso a gente ver como a cultura influi no que as pessoas fazem. Na Ásia é importante ter um filho para que herde sua fortuna, suas empresas. E no caso de não se ter um filho, passa-se para um neto. E é o que o coreano está buscando.

Com o incentivo que oferece, na certa, não terá problema de conseguir o neto desejado.

NÚMEROS DA BLOGAGEM

A Betty, uma das participantes, se propôs e já está fazendo um levantamento para fechar o número real de blogs que estiveram na blogagem coletiva defendendo a limpeza do planeta. A propósito, temos mais dois: o Osiris e o Um só mundo. Deem uma conferida.

Ela está checando todos os endereços, conferindo os posts e, no final, terá uma listagem acurada da participação. A Betty se voluntariou para fazer o trabalho, o que agradeço, e muito.

Quando ele estiver concluído conto aqui.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

31 Respostas

Entre na conversa