AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES

O que os jornais publicam é importante? Lendo alguns dos jornais do Espírito Santo neste final de semana deparei-me com algumas notícias que achei interessantes e decidi comentar, aqui, no blog. E o fiz sob o olhar de um jornalista que já vivenciou a redação, mas também de um leitor que acompanha o que se noticia. Aproveitei, nos comentários, uma idéia da Yvonne, do Bloggente, que faz a sua "salada de fruta", que chamei de "picadinho". De outro lado, hoje começa a semana da blogagem coletiva sobre consumo consciente. Talvez seja a hora de aproveitarmos para ver o que compramos e se estas compras estão ajudando a manter ou a destruir o planeta. A chave, acho, é nos perguntarmos se precisamos do que pretendemos comprar. E adotar a postura de aproveitar tudo, evitando o desperdício.

Uma das coisas que sempre deixei claro no blog é que sou jornalista. Foi a profissão que escolhi e da qual me orgulho muito. Se tivesse de começar de novo, novamente seria jornalista. Isso, no entanto, não me impede de ter uma visão crítica da imprensa, como um todo, e dos jornais, em particular. Posso dizer que, no último caso, conheço bem a estrutura de publicação e como as notícias chegam ao público.

E foi com o olhar de quem esteve em uma redação por longo tempo que, no final de semana, dei uma olhada nos jornais. O que eu vi? Vou seguir o exemplo da Yvonne e fazer um “picadinho” – que ela chama de “Salada de Frutas” – de algumas das coisas que li. “Importantes” informações que, se não as soubesse, meu mundo seria completamente outro. Vejamos:

1 – Máquina ajuda a ler pensamento

Como? A informação diz que cientistas japoneses desenvolveram uma máquina que transforma os pensamentos em imagens, permitindo que leiam o que a pessoa está pensando. Achei interessante, mas me perguntei até que ponto ela é efetiva e, se o for, quando é que acabaremos por perder a privacidade. Afinal, em tempos de internet e intensivo uso da tecnologia a única coisa privativa que ainda temos são nossos pensamentos.

2 – Aumenta consumo de papel higiênico

Sinceramente, não sei se a informação é importante. Afinal, podemos interpretá-la sob o ângulo de que as pessoas estão cuidando mais da higiene e quem não o fazia antes, já pode limpar-se com papel higiênico. Mas, de outro lado, isso significa mais árvores consumidas e, com isso, mais prejuízo ao meio ambiente. Bom, de qualquer ângulo, isso significa uma grande m…

3 – 2009 terá um segundo a mais que 2008

Pra mim, certamente, vai fazer uma grande diferença. Viver mais um segundo será fundamental. Mas será que um segundo faz assim tanta diferença. Olhando de um outro ângulo podemos dizer que a ciência avança e que as medições que faz estão melhores, mais precisas. Só não consigo achar utilidade para a informação. Será que alguém pode me explicar?

4 – Mulher fica feliz mais fácil que o homem

Esta é mais uma daquelas pesquisas que nos dizem coisas que não necessitávamos saber. Qual a utilidade de sabermos que as mulheres ficam felizes mais fáceis que nós, homens? Não quero – e nem tenho como – questionar a seriedade da pesquisa, mas não acredito que, neste aspecto, homens e mulheres sejam diferentes. Uns ficam felizes com mais facilidades, outros não. Ou estarei enganado?

CONSUMO CONSCIENTE

A partir de hoje e até o final da semana está rolando a blogagem proposta pela Sam Siraishi. É uma boa oportunidade de tomarmos uma atitude e ver que, às vésperas do Natal, o que estamos fazendo ao mundo e refletindo sobre se os nossos hábitos de consumo estão ajudando ou não. Na hora de comprar, vamos pensar: será que preciso disso? E se preciso, não posso escolher um produto ecologicamente correto, contribuindo para a sustentabilidade.

Outro detalhe, consequência do consumo, é o desperdício. Vamos olhar o que fazemos, aproveitando o máximo os alimentos, principalmente. É bom lembrar que enquanto uns desperdiçam, milhões passam fome. Neste aspecto, o desperdício é um mal, mas também uma consequência do consumo não consciente.

E então, vamos ajudar o mundo.

Lembrem-se que artigos como plásticos

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

6 Respostas

Entre na conversa