AS EXPECTATIVAS DAS MULHERES

Ao longo da vida, começando quando nos tornamos adultos, começamos a estabelecer algumas metas, escolhendo ações e optando por umas em detrimento de outras. Assim também é no relacionamento pessoal, principalmente quando se trata da escolha de alguém que, em princípio, irá passar o resto do dia junto da gente. Sim, estou falando de casamento e das escolhas que ele nos impõe.

Aqui, estamos no caso do “que seja eterno enquanto dure”, que tem sido cada vez menos eterno e, por conseqüência, durado cada vez menos. É aqui que começam as escolhas de homens e mulheres. Destas últimas, veja como andam as expectativas em relação ao sexo oposto ao longo da vida.

No início, de uma lista original, as mulheres buscam um homem que seja lindo, encantador, financeiramente estável, bom ouvinte, divertido, que tenha boa forma física, se vista bem, aprecie as coisas finas, faça surpresas – a ela, é claro – agradáveis e seja um amante criativo e romântico.

Quando chega aos 32 anos, as expectativas mudam. E com elas, o perfil do homem desejado, que deve ser bonitinho, abra a porta do carro e afaste a cadeira quando ela for se sentar, tenha dinheiro suficiente para um jantar agradável e ouça mais do que fale. Deve, ainda, rir das suas piadas, carregar suas sacolas no shopping, ter no mínimo uma gravata, aprecie comida caseira – a dela, é lógico -, lembre de aniversários e datas especiais e a procure para sexo e romance pelo menos uma vez a cada semana.

Vinte anos mais tarde, a lista muda, de novo. E o homem ideal é aquele que não seja muito feito, a espere sentar no carro antes de começar a acelerar, tenha um emprego fixo e goste de jantar fora, ocasionalmente. Além disso, deve balançar a cabeça concordando, quando ela fala, precisa lembrar-se de suas frase mais engraçadas e algumas piadas, que consiga mudar a mobília da casa de lugar, use camiseta que cubra a barriga, não compre cidra achando que é champanhe, se lembre de abaixar a tampa da privada e faça a barba quase todos os finais de semana.

Como as coisas mudam através dos tempos, quando chega aos 62 anos, um intervalo menor na idade, mas importante devido às mudanças físicas, a mulher muda suas expectativas e, com elas, o que espera de um homem. Ela quer que corte os pelos do nariz e orelhas, não se coce e nem cuspa em público, não pegue dinheiro emprestado o tempo todo, não balance a cabeça até dormir enquanto ela reclama, não conte a mesma piada o tempo todo, esteja em boa forma e seja capaz de levantar da poltrona nos finais de semana, use uma meia combinando com a outra e cuecas limpas, aprecie um bom jantar em frente da TV, lembre-se do seu nome e faça a barba em alguns finais de semana.

E à medida que a idade avança, as expectativas diminuem. Ao chegar aos 72 anos, uma idade que, dizem as estatísticas, as mulheres estão alcançando com facilidade, o que querem é que o “seu” homem não assuste as crianças pequenas, lembre onde fica o banheiro, não peça muito dinheiro, ronque baixinho ao dormir, lembre o porque de estar rindo, seja capaz de ficar em pé sozinho, use um pouco de roupa, goste de comida macia, lembre onde deixou os dentes e saiba quando é o fim de semana.

Ah! E aos 82? Sim, por que muitos estão chegando a esta idade. Bom, na verdade, não há mais expectativa. É só esperar o tempo passar. E se já estão juntos tanto tempo, estão mais do que acostumados um ao outro, não importando mais o tipo de comportamento adotado.

Você deve ter pensado que isso é uma brincadeira. Sim, é. Mas será que nestas expectativas “que recebi de um amigo, via email ” não existe um pouco de verdade? O que acha?

3 Respostas

Entre na conversa