ALGUMAS INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS (?)

Você certamente já leu, ouviu ou viu alguém dizendo que vivemos na era da informação. Novidade, não? Hoje, temos um enorme volume de informação e elas vão do que é efetivamente importante a fatos ou pseudofatos que podem até ser divertidos, mas que, na verdade, não acrescentam nada ao que sabemos ou o que buscamos saber. O volume e a velocidade com que a informação é dada está tornando irrelevante o que aconteceu há pouco. Vale o que acontece agora ou acabou de acontecer. E como existe uma verdadeira corrida para ver quem informa primeiro, a superficialidade é uma das marcas do menu que nos servem no rádio, nos jornais, na TV e na Internet.

Acho que graças a isso não nos lembramos do que lemos há pouco, vimos há um tempo ou ouvimos quando no trânsito. E as informações importantes, como ficam? Vamos fazer um pequeno teste? Coletei, navegando pela internet, alguns fatos relacionados ao Brasil que, em algum momento, foi publicado ou difundido como informação. Veja se você se lembra:

  • A Língua Portuguesa é a quinta língua mais falada do mundo por um total de aproximadamente 191 milhões de pessoas.
  • A árvore mais velha do Brasil é um jequitibá-rosa com 3020 anos que se encontra no Parque Estadual de Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro em SP.
  • O Brasil tem a frota de helicópteros que mais cresce no mundo. O tráfego de helicópteros em São Paulo é o terceiro maior do mundo
  • O teatro mais antigo em atividade no Brasil, é o de Ouro Preto, Minas Gerais que está em funcionamento desde 1769
  • A bandeira brasileira hasteada na Praça dos Três Poderes, em Brasília é a maior bandeira hasteada no mundo. Por não suportar o vento e rasgar, ela é trocada mensalmente. Cada mês um estado brasileiro diferente é responsável pelos custos da nova bandeira. (Site do Vestibular)
  • Nos rios amazônicos, já foram descobertas 1.500 espécies de peixes, mas estima-se que exista pelo menos o dobro. Isso é quinze vezes mais do que todas as espécies de peixes encontradas nos rios da Europa.
  • Foi um sergipano radicado na França o criador do primeiro cartaz de propaganda de um filme. Cândido de Faria fez em 1902 o cartaz do filme “Les Victimes de l’ Alcoolisme”, inspirado na obra de Emile Zola.
  • Entre São João Del Rei e Tiradentes em Minas Gerais ainda circula a mais antiga Maria-Fumaça do mundo (desde 1881). Ela faz um percurso de 12 km.
  • Joinville, em Santa Catarina cedia todos os anos o maior festival de dança do mundo, que reúne 6.000 participantes de 30 países.

Seja honesto (a): Você se lembrava de alguma dessas informações? Eu, não. A superposição das informações leva ao esquecimento. E olha que estamos falando só de algumas coisas relacionadas ao Brasil e que foram objeto de reportagens há pouco tempo. E se pegarmos, então, alguns fatos da história? Será que conseguiríamos nos lembrar deles? Vamos conferir!

  • Quem foi o primeiro campeão brasileiro de futebol?
  • Em 1959 qual era a capital do Brasil?
  • Em que ano Brasília foi inaugurada?
  • Quem foi o terceiro presidente do Brasil?
  • Em que rio fica a usina hidrelétrica de Itaipu?
  • Em que cidade brasileira está sepultado Dom Pedro II?
  • Em que Estado brasileiro fica a cidade de Tubarão?
  • Qual o primeiro time paulista a ser campeão da Copa do Brasil?
  • Em que ano o Brasil se desligou, em definitivo, de Portugal?

São todas perguntas simples, cujas respostas deveríamos conhecer. E você as sabe? No que se refere à história, acertei todas, mas as relativas ao futebol me derrubaram, pois não tinha a mínima ideia de quem tinha sido o primeiro campeão brasileiro. Tampouco sabia qual o paulista que ganhou a Copa do Brasil. Talvez por não ser, nenhum dos dois, o meu time de coração. Mas, aqui pra nós, se me perguntarem sobre o meu time provavelmente também não saberei.

E então, está curioso? Aqui, na sequencia das perguntas, vão as respostas: Atlético Mineiro, Rio de Janeiro, 1960, Prudente de Morais, Rio Paraná, Petrópolis, Santa Catarina, Corinthians, 1822.

A propósito, tudo isso é uma brincadeira. As informações, na verdade, não são nada importantes, muito menos fundamentais, daí a interrogação no título do post. Mas embora tenha um sentido lúdico, no final certamente ficou alguma coisa. Amanhã, quem sabe, tudo isso terá sido esquecido. Ou não.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

8 Respostas

Entre na conversa