AFINAL, LIVRO É FUNDAMENTAL?