A PERSONALIDADE PELO QUE OUVE

Se você gosta de jazz é uma pessoa criativa e tem boa auto-estima. Pelo menos é o que afirma a pesquisa feita pelo professor Adrian North, que formou uma base de dados com mais de 36 mil entrevistas. No final, diz que pelo tipo de música qu ouvimos podemos ser identificados. Quem gosta de heavy metal é gentil e bem humorado. E os ouvintes da música caipira são trabalhadores. Curioso? Veja o questionário que está on line, em inglês, e tire suas próprias conclusões.

Se tivesse de se classificar, colocando-se um rótulo, o que diria que melhor se casa com a sua personalidade? Você é uma pessoa criativa? Trabalha muito? É extrovertido? é gentil?. Calma, não se trata de um confessionário, mas ressaltam apenas algumas qualidades que nós, humanos, podemos ter. E a partir de agora, segundo o professor Adrian North, podem ser determinadas pelo tipo de música que ouvimos.

O prof. North desenvolveu um projeto – People into music – que ouviu milhares de pessoas e a partir do apoio da universidade de Heriot Watt procurou descobrir, a partir da música, como é a personalidade de cada um. O que ele descobriu? Uma das coisas é que os amantes de jazz, por exemplo, são criativos e têm uma boa autoestima. A explicação é que o jazz é mais elaborado, exige uma boa formação, o que diferenciaria seus ouvintes. Em contrapartida, são tímidos.

Quem ouve country – o nosso sertanejo – seria, de acordo com os conceitos pesquisados, mais trabalhador, sempre disposto a enfrentar uma jornada maior, fazer mais. E conseguir o sucesso. Sem abrir mão do seu gosto musical que, para muitos, é duvidoso. E o que dizer daqueles caras cabeludos, que ouvem heavy metal? Surpreenda-se: a pesquisa informa que são gentis e bem humorados.

E o que dizer dos que gostam de rap? Eles seriam extrovertidos e falantes, aliás, uma característica do próprio tipo de música. O jornal A Tribuna, de Vitória, que publicou a matéria ouviu, também, algumas pessoas que se enquadram no perfil traçado pelo Prof. North e descobriu que, sim, a personalidade deles se aproxima do que o cientista constatou.

No todo, foram ouvidos mais de 36 mil pessoas e o questionário está on line. Se você está curioso, vá lá, faça a leitura – está em inglês – e responda. O que disser, garante Adrian North, é confidencial e vai entrar para a base de dados da pesquisa. Quem sabe se com os brasileiros respondendo, ele conseguirá traçar a personalidade de quem gosta de samba. Exibidos? Atléticos? Como você classificaria uma dessas “beldades” que ficam penduradas nos carros alegóricos, semi ou nuas mesmo?

A propósito, se você quer saber, eu gosto de jazz. Mas gosto, também, de música caipira – a verdadeira, antiga, não a nova – e de bossa nova, samba de qualidade, rock e muito, muito mais. Confira, a propósito, o meu perfil na Last FM e veja o que ouço, minhas preferências. Acho que, tirando o rap e o heavy metal, passeio pelos vários gêneros musicais, indo da ópera e dos clássicos ao mais popular.

E você, qual é a sua preferência? E acha que o perfil cabe em você? Aqui pra nós, isso é um pouco como horóscopo. Sempre descobrimos que tem alguma coisa da gente, não é verdade?

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

9 Respostas

Entre na conversa