A MÍDIA E A VIOLÊNCIA REAL

violencia1.jpg

Há algum tempo venho querendo abordar este assunto, fazendo a ligação da mídia com a sensação de violência que temos e a violência real. Objeto de estudo de muita gente, a questão não é simples, mas merece ser discutida.

Hoje, em um mundo de comunicação quase que instantânea, a mídia exerce uma forte influência sobre o sentimento do cidadão, para o bem e para o mal. No caso da violência, ela reforça um medo, decorrente da violência real, maximizando-o e dizendo a todos: Olha como o mundo é violento. Você pode ser o próximo.

Os fatos são apresentados como se a única coisa que existe é a violência. Veja o caso do Iraque. A se crer na mídia, a única coisa que existe por lá são atentados à bomba. E sabemos que não é bem assim. É o mesmo em relação ao Rio de Janeiro, que é violento, mas a violência não envolve toda a população e nem toda a cidade.

O que a mídia faz é um generalização, pegando um fato particular e transformando-o em geral. Com isso, se houver três assassinatos trata-se de uma onda sem precedente de violência. É essa maximização, que se integra ao espetáculo oferecido diariamente ao cidadão, que gera a tensão e uma sensação de violência que é muito maior do que a real.

A violência, afirmam todos os especialistas é uma consequência. Se assim é, qual será a causa dela? Não há uma única, mas várias, indo da exclusão social, que deixa o indivíduo sem perspectivas, à insegurança – no emprego, no trânsito, nas relações pessoas, na política, etc. A própria globalização, que transformou, como previa McLuhan, o mundo em uma aldeia, reforça esta insegurança e, aqui, mais uma vez a mídia dá a sua contribuição.

Violência existe, sim. Mas ela sempre existiu. Só que o tratamento dado a ela era diferente, como diferentes eram os problemas que a acarretava. Como estes problemas não foram resolvidos, acabaram maximizados e desaguaram no que vemos hoje, principalmente nas grandes cidades brasileiras.

O fato é que, enquanto as causas da violência não forem tratadas e, pelo menos, remediadas, vamos conviver com esta sensação que deixa todos com medo e nos põe, cada diz mais, na defensiva.

GERANDO SEU TEMPLATE

Cansado da cara do seu blog? Se você usa WordPress como plataforma de publicação, aqui vai uma dica que pode ajudá-lo. É o WordPress Theme Generator.

Nele, através de um desenho básico, você pode fazer modificações e, no final, ter um template novinho em folha. E com a vantagem de ser único, pois foi você que o construiu.

O único inconveniente é que o site é em inglês. Mas usá-lo não é complicado.

DE ONDE VOCÊ BLOGA?

O número de pessoas com acesso à Internet no Brasil vem crescendo. E também tem crescido o número dos que usam banda larga, com as casas tem uma significativa participação no total de usuários.

Mas você, de onde se conecta? De casa ou do trabalho? Vá à barra lateral e responda, pois este é o tema da pesquisa desta semana. E não esqueça de deixar um comentário, elencando as razões do uso da Internet.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

24 Respostas

Entre na conversa