A CONSPIRAÇÃO DOS OVNIs

O que você pensa sobre os chamados Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs)? Será possível que eles realmente existam? São manifestações de alienígenas que, com alguma frequência, visitam a Terra e têm uma inteligência superior? É capaz de acreditar que há, de parte dos Governos, um plano organizado para esconder a existência deles? Haveria, neste caso, uma conspiração e seu objetivo é o de fazer com que todos nós fiquemos ignorantes do que realmente ocorre.

Bem, não creio em discos voadores e, portanto, que pertençam a uma inteligência alienígena que nos visita. Também não creio que haja uma conspiração para esconder a existência e as visitas deles. Sei, de outro lado, que existem fenômenos inexplicáveis, com gente dizendo ter sido abduzida por aliens e aparições de objetos cuja explicação parece mais um despiste do que efetivamente ocorreu.

O fato é que este assunto chama sempre a atenção. E é talvez por isso que Jon Rogers e Jack Hagerty estão publicando o livro The Saucer Fleet – A frota de discos. E não é que chegam com uma inteiramente nova ideia sobre o assunto. O que eles afirmam é que há, sim, uma conspiração, mas que ela não vem do Governo, mas da mídia. É que a mídia – incluindo o cinema – aproveitou-se de que o assunto sempre chama a atenção para criar todo o mistério que o envolve.

Não li o livro, que ainda não chegou ao Brasil – e nem sei se irá chegar – mas sim uma resenha dele. Nela, um dos autores destaca a pesquisa feita e o levantamento de dados, que começa logo após o termino da segunda guerra mundial, quando surgiram as aparições mais frequentes dos discos, sempre registradas pela mídia. Foi a partir daí também que a indústria do filme começou a investir nas histórias de OVNIs.

A conspiração, neste caso, de acordo com os autores, nunca foi do Governo, que nunca quis esconder nada, mas de toda a indústria do entretenimento e de informação que viu no fato um meio de ampliar a venda de seus produtos, inclusive aumentando o número dos que iam ao cinema. A partir daí, fomos invadidos – literalmente – pelos OVNIs, que se transformaram em assunto constante destes segmentos.

Ah, e há uma outra afirmativa dos autores. Eles asseguram que os discos voadores foram inventados pelos humanos e que, efetivamente, voaram. E só viraram naves alienígenas a partir da entrada da mídia, da TV, do cinema, que fantasiaram uma possível invasão de não humanos na terra. Dá pra acreditar? Talvez os autores – tal como os meios que criticam – estejam apenas aproveitando a popularidade de um assunto para faturar uns dólares. Garantem, no entanto, que o livro está cheio de fatos. Será?

O que penso é que, no final, os autores vão, sim, ganhar um bom dinheiro. Mas o livro, seja baseado em fatos ou não, será mais uma publicação sobre o assunto e, esclareça ou não a origem destes pretensos objetos, não vai fazer diferença. As pessoas ainda continuarão acreditando que eles existem e que há sempre uma chance de sermos invadidos por inteligências extraterrenas, muito, mas muito mais avançadas do que nós.

Compartilhe:

Twitter
Facebook
LinkedIn
Pinterest

7 Respostas

Entre na conversa