Um peso insuportável

O Brasil, seguramente, não é o campeão de cobrança de impostos. Mas não há dúvida, também, que nós brasileiros recebemos muito pouco em troca do que pagamos.

Segundo o jornal O Globo, em uma matéria sobre o mercado informal brasileiro, a carga tributária já¡ está¡ chegando aos 41% do Produto Interno Bruto.

Se todos pagassem tributos, a carga saltaria para 60%. O que o jornal mostra é que, quem está¡ no mercado formal, acaba pagando para quem é informal.

Insaciáveis, os Governos – Federal, Estadual e Municipal – continuam procurando meios de arrecadar mais. E a carga tributária aumenta.

O problema, em princípio, não é pagar impostos. Mas a baixa retribuição que o Estado dá¡ ao seu pagamento.

Vejamos o exemplo da Suécia, que tem uma das maiores cargas tributárias do mundo. Lá a assistência médica é universal, gratuita e funciona. Também é universal, gratuita e funciona a educação, do básico à universidade.

E aqui, no Brasil? Além dos tributos pagamos por educação, saúde, segurança, etc. No final, o custo fica muito maior, principalmente se levarmos em conta que estamos pagando para quem não o faz, os informais.

O que nós precisamos é um choque de eficiência, desburocratização de verdade e boa aplicação do dinheiro.

Mas, por enquanto, isso é um sonho. Enquanto ele não se realiza, vamos continuar suportando este imenso peso do Brasil formal que paga pelo país inteiro.

Compartilhe:

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Comentários estão encerrado.