VÁ AO MÉDICO, MARIDO!

medico1Latinos que somos, nos consideramos quase que super homens. Afinal, não temos medo. Sempre queremos demonstrar força e não fugimos de um desafio. Pelo menos essa é a imagem que nós, os homens, gostamos de passar, mostrar que não dependemos de ninguém, muito menos das mulheres, sejam as que nos acompanham, sejam as que estão ao largo de nossas vidas.

Seria bom, se fosse verdade. Como as mulheres, dependemos de muita gente, inclusive delas. Afinal, vivemos em um mundo de cooperação e não é por reafirmar que somos poderosos, que o seremos. A demonstração mais caba disso é o resultado de uma pesquisa que mostrou – não diria que a palavra é exatamente esta – que os homens tem medo de ir ao médico.

Ou melhor, vão à consulta quando as mulheres lhe dizem para que façam isso. Aqui, de acordo com os pesquisadores, ele desconhece os mais elementares princípios da prevenção. Veja-se o caso da próstata, por exemplo. Os homens são mais que resistentes ao exame e em um comparativo de acompanhamento ginecológico das mulheres, enquanto estas fazem cinco consultas, os homens fazem apenas uma relacionada a um dos problemas que mais os afligem.

A pesquisa – ou, melhor, um resumo dela – foi publicado no jornal A Tribuna, de Vitória, Espírito Santo. O aspecto abordado, como já delineado antes, é da prevenção, não o curativo. Pode-se falar, aqui e também, da questão cardíaca, da falta de exercício, do consumo de álcool, do cigarro e de uma dieta exageradamente gorda. Com o volume de informação disponível, todos sabemos que isso nos faz mal.

Mas quem é que vai ao médico? A matéria mostra que o homem é resistente a isso. Diferente das mulheres, que procuram se prevenir. Nelas, indicam especialistas ouvidos pelo jornal, o hábito da prevenção é muito maior que nos homens. Elas se cuidam mais, olham mais a saúde, procuram prevenir problemas. Enquanto isso, nós…

Ao ler a matéria fiquei pensando que tipo de argumento as mulheres usam para impulsionar seus homens a irem aos médicos? Será que são explícitas e lhes dizem que, se não forem, vão dormir no sofá? Ou que, se não forem, nada de sexo? Ou ainda que nem pensar em sair com os amigos para tomar uma cervejinha?

Posso dizer que não estou neste grupo. Procuro manter-se avaliado, com acompanhamento dos especialistas e, nos últimos tempos, graças a eles mudei alguns hábitos, adotando as caminhadas e racionalizando a alimentação. Mas fiquei muito curioso para saber.

Será que as mulheres podem me explicar o que fazem?

Compartilhe o Post

Sobre o Autor

Jornalista, blogueiro e curioso, sempre disposto a aprender.

Conversas (11)

  1. Carla :

    Lino, fora essa “maluquice” do corpo perfeito, que a maioria das mulheres têm como objetivo e que, como sabemos, nem sempre, é saudável, acho que preocupamos com nossa alimentação e nosso bem estar.
    Afinal de contas, somos mães, donas de casas, esposas, ex-esposas, trabalhadoras por tempo integral e temos que dar conta de tudo!
    Pelo menos, minha situação é essa…
    Conclusão: somos o sexo forte!
    Bjão.

  2. DO :

    Bom,aqui em casa tenho um exemplo disto: minha mãe é quem obriga meu pai a se consultar,rssss

  3. Miguel :

    Lino, hoje em dia, devidamente solitário, não tenho mais de obedecer ao comando feminino.
    Mesmo por que na minha idade é muito perigoso ir ao médico. Seria o mesmo que levar carro velho pra oficina, arruma aqui, quebra alí, arruma ali quebra acolá…
    Não dá muito certo!

  4. ana poeta. :

    Lino.

    É complicado isso de convencer alguém, na verdade não existe uma lista de ações q dão certo,existe sim, conscientização, cabe a cd um ver aonde lhe dói mais, caso contrário o q seria bom ou ideal, muitas vezes tornar-se apenas mais um lugar comum.

    Beijos Poéticos.
    ;**

  5. Flavia Sereia :

    O meu morre de medo de morrer, então está sempre no médico hehehe

  6. georgia aegerter :

    Lino, bom dia!!!

    Quanto ao post passado: o meu maior problema com as bolsas, sao os batons. Agora tenho até que carregar os brilhos da Viviane tb.

    Que homem vai ao médico por livre e espontânea vontade? Nenhum. Uns vao por medo de morrer, como o marido da Flavia, rs e outros porque nao têm como mais empurrar a doenca.

    Alemao é igualzinho, a desculpa é que precisa trabalhar e ganhar dinheiro e nao tem tempo para ir ao médico.
    Eu consigo levar o meu na marra, digo assim: “Ah, é, nao tem tempo para ir ao médico? Só de ganhar dinheiro? Legal! Mas por favor, trabalhe mais, o dinheiro tá pouco prá me deixar rica quando você morrer;

    Funciona que é uma maravilha;)

    Abracos

  7. Camila :

    Sou suspeita em falar, pois assim como a maioria dos homens, eu detesto ir ao médico!
    Vou mesmo quando o bicho está pegando e fico com medo de ser algo mais sério!
    O que está completamente errado!
    Beijo
    =)

  8. Francy&Carlos :

    É um problema difícil de solução. Meu marido só vai ao médico quando insisto… quando estamos no Brasil, ele diz: quando chegar a Holanda vamos. E quado aqui estamos, diz: por que não fomos no Brasil? e nem adianta dizer o motivo…. é demais…
    Ele é igual aos pais dele, nunca iam ao médico ….
    bs,

  9. Lys :

    Kkkkk… que bacana isso. O pior eh que isso deve ser verdade mesmo 🙂 Em casa sou sempre eu quem marco as consultas e exames, alem de me preocupar com a alimentacao balanceada e tudo mais para a familia toda. Esporte ja eh mais facil convencer apenas usando a famosa psicologia infatil 🙂 ou seja uma resistencia muscular aqui um cardiovascular ali, obviamente tudo para melhorar o desempenho na hora da pelada e marcar mais gols :). As vezes acho que voces meninos apesar de serem absolutamente conscientes de tudo o que fazemos, adoram ser enganados com uma saladinha extra aqui ou uma cenoura ralada no meio do arroz :). Tudo com muito amor obviamente e sem imposicao eh ate bacana, afinal, para ser honesta, no fundo acho que nos mulheres curtimos pra caramba cuidar dessas coisinhas todas.

    Agora quanto a medicina preventiva, eu de fato acho isso fundamental e nos no Brasil estamos indo bem nesse caminho viu ? Aqui na Inglaterra por incrivel que pareca a mentalidade de da medicina eh apenas curativa. Ou seja, exames ginecologicos ? So a cada tres anos. Marcar medico sem estar doente, apenas para um checkup ? Te expulsam do hospital…

    Voce chega no medico e ele diz: O que voce esta sentindo ? Voce responde… nada, vim aqui para ver se esta tudo bem. Ele ri da tua cara e te manda embora. Aqui, no primeiro mundo eh assim… e nesse aspecto estou feliz da vida por estar voltando para a selva.

    beijos e tenha um otimo final de semana !

    Te encontro la no nosso Clube !
    Lys

  10. anunciação :

    Lembrei de um paciente que,ao lhe perguntar o que o que estava sentindo,me respondeu que na verdade sua mulher era muito brava e lhe prometeu(e ela cumpre o que promete,doutora)que,se chegasse em casa e ele não tivesse se consultado,ela iria embora sem apelação,que já estava cansada de se preocupar com a saúde dele,que não procurava fazer um exame sequer há anos.E não é que terminei descobrindo que o cara era hipertenso,daqueles que morrem de repente sem ter sentido uma dorzinha de cabeça sequer?Santa mulher que cuida de seu marido mesmo que ele não queira.

  11. Cidão :

    Tenho muito medo de ir ao médico… Sou levado a força!

Entre na Conversa

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *