INICIANDO UMA NOVA DÉCADA

Meu avô materno criou duas famílias. Primeiro, a sua própria, com mais de 10 filhos. Depois, ajudou a criar a de um filho, também farta. Nessa tarefa dedicou a maior parte de sua vida, só deixando-a quando, nos dois casos, todos estavam adultos e encaminhados. Na época, ele já tinha netos e fez a opção de, liberto dos afazeres familiares, viajar. “Padrinho”, como eu o chamava – pois era, na verdade, meu padrinho de batismo – aproveitou a vida, viajou muito, conheceu lugares e pessoas, mas sempre voltava à origem.

Ele era, também, um bom contador de histórias, talvez até por tê-las contado infinitas vezes, primeiro para os filhos e, depois, para os netos que também foram seus filhos. Eu gostava de ouvi-lo e isto já foi objeto de assunto no blog. De certa forma, ele foi o meu espelho, onde me olhei para tomar uma série de ações ao longo da vida. Mas por que tudo isso agora? É que exatamente agora estou iniciando mais uma década, ainda bem longo da idade do meu avô, mas, espero, caminhando para ela.

A propósito de idade e de vida, nunca me imaginei com anos à frente, como seria a vida, o trabalho, a família. Não que não pensasse no futuro, pois pensei nele, e muito, agindo para a sua realização, inclusive em relação a família e filhos. Mas estive longe de imitar o meu Padrinho que, concluído o seu trabalho, optou por uma outra atividade que o gratificava, que era viajar, ver os netos, filhos, parentes e conhecer novos lugares. O gosto pela viagem, é verdade, eu tenho. E fui a lugares que meu avô sequer sonhou em conhecer. Fui mais longe que ele, não só imitei como superei os seus passos.

Mas em outros aspectos, estou longe dele. E fico, agora, imaginando como será o futuro, os caminhos que irei percorrer, as tarefas que irei cumprir e, sobretudo, se, como meu avô, chegarei com saúde e lucidez aos mais de 90 anos – na verdade, ele morreu dormindo aos 96. Graças ainda à mudança de idade, fico olhando para trás e vendo o que fiz. Não criei duas famílias, mas fui e sou responsável por uma e, no caso dos filhos, apliquei o que meu avô me dizia, que era prepará-los para viverem sua própria vida. Acho que nisto consegui sucesso.

Ao completar mais uma década e iniciar outra, tenho orgulho do que sou, do que fui e do que fiz. Fiz opções e tomei decisões que me trouxeram onde estou hoje. Certas ou erradas – e acho que foram certas – elas ajudaram a fazer o que sou hoje. E para elas, desde há muito, sempre tive o total apoio da família, a compreensão dos filhos, o suporte dos amigos. Acho que, olhando em perspectiva, isso me traz uma tranquilidade de, ao longo deste tempo, ter feito – ou pelo menos procurado fazer – o que acho correto.

Olhando o que fez e o que dizia o meu avô, hoje o entendo muito mais. O retrato que fiz dele, idealizado ou não, me ajudou na longa travessia feita até agora. Mas não foi só ele. O suporte recebido dos meus pais, o apoio da família, as amizades variadas, tudo contribuiu para me fazer o que sou hoje. A tudo só tenho de agradecer, afinal, tenho mais que muitos.

Ao completar mais um ano de vida e iniciar uma nova década, o melhor que tenho a dizer é Muito Obrigado. À vida, ao trabalho, à família e ao mundo que me permitiu ser o que sou. E que, certamente, me permitirá continuar para, talvez, amanhã, me enquadrar o retrato do meu avô.

Compartilhe o Post

Sobre o Autor

Jornalista, blogueiro e curioso, sempre disposto a aprender.

Conversas (17)

  1. Jens :

    Parabéns, Lino. Que venham ainda muito e muitos novembros.

    Um abraço

  2. fernanda :

    FELIZ ANIVERSÁRIO, MELHOR E MAIS INSPIRADOR PAI DO MUNDO!
    sortuda sou eu de te ter como exemplo! e de te ter por perto pra me ajudar a seguir seus passos, tanto quando tpossível. obrigada por segurar na minha mãe e pr ser o melhor amigo que se pode ter num pai. te amo infinitamente, sou grata a você e fico feliz de te ver feliz!!!

  3. Maria Augusta :

    Parabéns, Lino! Que venham muitas outras décadas, sempre cercado pelo carinho de teus entes queridos como teu avô.
    Um grande abraço.

  4. Rosa :

    Parabéns, Lino, pelo aniversário e por seguires o exemplo de uma pessoa tão iluminada como teu avô. Pelo comentário da tua filha é certo que o fazes.
    Que tenhas muitas outras décadas (acho que entraste na minha).
    Bjim.

  5. denise rangel :

    Lino, memórias como estas são como combustível para nossa caminhada. Parabéns por mais um ano e muito sucesso e saúde por muitos mais anos.
    abraço, garoto

  6. Bete :

    Lindas palavras dedicadas ao seu avô.
    Parabens pela data e Feliz “Ano Novo”. Muitas realizações, saúde e paz.
    Abraços

  7. Lulu on the sky :

    Parabéns Linooooooooooooo muita saúde e sucesso pra vc.
    Deixei um mimo pra vc no blog.
    Big Beijos

  8. Cecilia Campello :

    Lino, Parabéns!!!!!
    Muita paz, saúde, felicidade, prosperidade, harmonia… tudo de bom sempre!!!

  9. solange antunes resende :

    Meu querido companheiro de mais de metade do tempo que hoje conta de vida: Deus continue abencoando sua vida, táo cara a nós, que usufruímos de suas características. E que, ao longo da caminhada que prossegue, nós, os de perto, possamos continuar interagindo e trocando experiências e etc de modo edificante, quando o for, e perdoador, quando carecer de perdáo. Nossos sentimentos, eu, Fernanda e Fábio – posso afirmar – sáo amor, ternura, respeito, compreensáo e imensa admiracáo, além de infinito querer bem, todos sempre crescentes.
    Deus continue sendo nosso norte e nossa meta, sempre. Bj.

  10. dade amorim :

    Lino, mesmo com atraso de meia hora (acabo de chegar), vim te dar os parabéns a que você faz jus, não só pelo aniversário – embora seja este o álibi – mas também por ser quem é e merecer admiração, carinho e toda felicidade do mundo.

    Beijo e um parabéns a você entoado com muita afinação e alegria.

  11. Flávia Stefani :

    Parabéns, Lino. Meu coração suspirou ao ler suas palavras.
    Um beijo.

  12. Andréa Motta :

    Lino, passei para lhe desejar um feliz aniversário. Não tenho vindo à página, pois leio por email, mas não poderia deixar de lhe parabenizar e desejar um caminhão de coisas boas.

    Sinto uma saudade enorme de meu avô materno (o paterno morreu quando meu pai era ainda pequeno). Foi avô Israel quem me deu como herança gosto pela leitura e me ensinou boas coisas, apesar de seu jeito áspero. Somos aqui que nos ensinam nossos antepassados, de um jeito ou de outro. Parabéns ao seu avô que plantou boa semente em solo fértil.

  13. DO :

    Como já te disse em outro lugar: toda FELICIDADE do mundo à vc,LINO.

    Abração!!

  14. Crazyseawolf :

    Lindas palavras, Lino. Parabéns! Você merece!

  15. Celso Ramos :

    E aí, Lino!!
    Gostei do post. A travessia…essa todos nós fazemos de um modo ou de outro. Alguns como você tem o previlégio de um modelo a seguir, pois a travessia não é mole, não!! É muito “faça” ,”pague”…Mas não acredito que o mundo seja responsável pelo sucesso de nossa travessia, acredito que existe um Deus que olha por você,assim como tem olhado por mim e por minha família, pois te digo que se não fosse por Ele, não estaria te escrevendo e muito menos continuando a minha travessia….os amigos são importantes, sim! mas tem momentos, aqueles só seus, dentro do quarto secreto, que nenhum amigo (humano) pode adentrar, por mais irmão que seja!!!! Quando a luta se dá no íntimo….. só Deus !!!! Ela é quem providência as condições para o sucesso de nossa travessia. Que Ele continue te abençoando!!!!! Feliz aniversário!

  16. Luma :

    Parabéns pelo aniversário e por mais uma vez demonstrar o quanto, os bons exemplos marcam e criam raízes em nossa memória afetiva! Não estive aqui no dia do seu aniversário, mas te desejo felicidades em todos os dias de sua vida! E vamos para mais uma década! 😀 Beijus,

  17. Giane :

    Aniversário?
    Parabéns! E que os anos tragam além da Felicidade, a maturidade vivida e redigida em cada palavra, em cada post.

    Beijos mil, Lino!!!

Entre na Conversa

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *