BEIJO, EUFORIA OU ÊXTASE?