A UM PASSO DA BLINDAGEM

A engenharia genética é uma grande promessa, ainda. Já foram dados, nas suas várias áreas de estudo, passos importantes e eles levaram ao desenvolvimento de novos tratamentos, na descoberta de novas drogas, na manipulação de genes que podem, em princípio, nos fazer mais saudáveis. Podemos, dizem alguns, ter nossas vidas prolongadas, e com muito mais saúde.

Nesta perspectiva, um dos temas objeto de estudos por parte dos engenheiros genéticos, sobretudo os ligados à biologia, são como combater ou impedir determinadas doenças. É o caso, por exemplo, da Aids. Os cientistas sabem como o HIV infecta o organismo humano, mas não tinham, até agora, uma forma segura de impedir a infecção. Podiam, sim, retardar o contágio.

Agora, graças a uma pesquisa feita nos Estados Unidos, na Universidade de Pensilvânia, há uma boa perspectiva de chegarmos ao bloqueio total da infecção do HIV nos humanos. Nos primeiros experimentos, segundo o cientista Carl June, que comanda a pesquisa, a nova técnica provou-se eficaz. Por enquanto, no entanto, ela está sendo aplicada em ratos e ainda está distante dos humanos.

O que os cientistas fizeram foi desenvolver uma proteína cuja função é retirar da célula outra proteína, a CCR5, que o HIV usa para penetrar na célula e infectá-la. De acordo com os cientistas, ao retirar a CCR5 eles tornariam a célula humana impenetrável pelo vírus da Aids. E como ele não pode nos infectar, chegaríamos não à cura, mas à impossibilidade de infecção pelo HIV.

O que os cientistas nos mostram é que estamos, sim, a um passo da blindagem. Se ela ocorrer, um dos maiores problemas de saúde mundial será resolvido. Resta saber o que fazer com os que já foram infectados. Neste caso, o vírus já entrou na célula e não há mais como tirá-lo de lá. Pelo menos com os conhecimentos que a ciência hoje tem.

A notícia é boa. Mas se chegarmos a este bloqueio, ainda teremos um longo caminho para conseguir a reversão da infecção. (Via Wired, em inglês)

Compartilhe o Post

Sobre o Autor

Jornalista, blogueiro e curioso, sempre disposto a aprender.

Conversas (10)

  1. Carla :

    Como li há uns dias atrás, a cura da Aids e/ou outras possibilidades é um caminho longo a ser percorrido.
    A gente fica aqui, torcendo, pra que não demore a solução pra essa doença tão devastadora!
    Bjo.

  2. ana poeta. :

    Lino.

    Esse passo será importante, como sempre a ciência auxilia o homem em vários setores. Resta-nos a espera de que em breve td isso esteja ao alcance de tds.

    Beijos Poéticos.
    ;**

  3. GUILHERME PIÃO :

    Sei que é dureza alcançar a cura, mas pelo menos estão tentando e isto é que interessa.
    Abraços

  4. Lulu on the sky :

    A ciência evolui muito. Precisamos ter esperança.
    Big Beijos

  5. Esyath Barret :

    Lino,

    estou surpresa e altamente contente que o avanço científico chege a esse nipe. Uma boa maneira de prevenção, mas eu sou pessimista e prefiro esperar pra ver o que acontece, porque já houve casos que os experimentos em humanos não tiveram a mesma reação… O mais degradante no fim é que nós temos que nos proteger contra nós mesmos…afinal o contágio começa por nosso semelhante…

    Beijos (Des)conexos!

  6. Flavia Sereia :

    Bom, não creio que possa ser a cura, mas talvez esteja bem perto. Até hoje ainda não se achou a cura do câncer, por exemplo, mas já há muitos tratamentos onde essa doença já deixou de ser o terror que foi no passado.

    bjs

  7. DO :

    Como eu ja disse aqui uma vez: fico maravilhado com os avanços da ciencia.
    Alias,precisariam descobrir uma maneira de colocar um pouco mais de consciencia nas mentes das pessoas.

    abraços,LINO

  8. Miguel :

    Que esse presente se faça presente o mais rápido possível.
    Quem sabe, depois de se tornar realidade, os cientistas se voltem para pesquisar sobre a possibilidade de afugentar de vez aquela “senhora de preto” que nos assuta com uma foice afiadissíma!

  9. Maria Augusta :

    Lino, impedir o contágio já é um grande passo para afastar o espectro desta doença. Falta encontrar a cura, esperemos que seja para breve.
    Abraços.

  10. Cidão :

    E tem gente e/ou organizações que são contra o avanço da ciência…

Entre na Conversa

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *